Leia também:
X Prédio de 4 andares desaba no RJ; 4 pessoas já foram resgatadas

Gestor do Conselho de Medicina critica CPI: “Ambiente tóxico”

Mauro Ribeiro pediu que a entidade seja ouvida pelos senadores do colegiado

Paulo Moura - 03/06/2021 10h33 | atualizado em 03/06/2021 10h34

Mauro Ribeiro criticou CPI da Covid Foto: Reprodução

O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Ribeiro, divulgou um vídeo na quarta-feira (2) em que repudiou o ambiente registrado na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado Federal. Ao falar sobre o colegiado, Ribeiro classificou a CPI como um “ambiente extremamente tóxico”.

– O que nós vemos são deputados, são senadores, são jornalistas, são procuradores, todos falam hoje sobre tratamento, sobre lockdown, sobre a doença Covid – disse Mauro Ribeiro.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Bia Kicis 🧿 (@biakicis)

O dirigente destacou que encaminhará um ofício ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), “para que alguma coisa seja feita contra aquele ambiente tóxico, que se estabeleceu” no colegiado.

Ribeiro afirmou que a linha de frente do combate à Covid e a maior entidade de representação dos médicos brasileiros não têm tido voz na comissão. O presidente do CFM repudiou a atitude do médico e senador Otto Alencar (PSD-BA), na postura que o parlamentar teve com a médica Nise Yamaguchi.

O presidente do CFM também pediu que a comissão convoque “o mais rápido possível” a entidade de representação médica para demonstrar “qual é a posição dos médicos brasileiros” a respeito do combate à pandemia. Ribeiro completou dizendo que os profissionais ainda “não tem certeza sobre nada em relação a essa doença desconhecida”.

– Os únicos que não são ouvidos são os médicos brasileiros, os enfermeiros, técnicos de enfermagem, os terapeutas, os assistentes sociais, os psicólogos e os dentistas. Mas quem está lá na frente, atendendo os pacientes com covid, somos nós. Nós não temos tido voz para falar sobre tudo isso que está sendo colocado na CPI – finalizou.

Leia também1 Após defender Nise, Juliana Paes diz que foi agredida verbalmente
2 Malafaia "detona" pedido de Renan Calheiros a Neymar
3 'Como 2 casos de polícia viraram inquisidores de pessoas sérias?'
4 Aziz e Marcos Rogério discutem sobre depoimento de Queiroga
5 Colégio Pedro II diz que pode fechar as portas em setembro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.