Leia também:
X MPRJ irá pedir o bloqueio de bens de Jairinho e de Monique

Garcia: Calheiros foi autoritário, agressivo e teve viés machista

Jornalista criticou sessão da CPI que ouviu Dra. Nise

Pierre Borges - 02/06/2021 15h26 | atualizado em 15/10/2021 15h57

Jornalista Alexandre Garcia
Jornalista Alexandre Garcia Foto: Reprodução/CNN/Liberdade de Opinião

O jornalista Alexandre Garcia considerou autoritárias, agressivas e com viés machista as interrupções do senador Renan Calheiros durante sessão da CPI que ouviu a Dra. Nise Yamaguchi.

No quadro Liberdade de Opinião desta quarta-feira (2), na CNN, o jornalista também criticou a postura do presidente da Comissão, o senador Omar Aziz.

– O senador Calheiros, demonstrando um espírito autoritário, agressivo, com um viés machista… Chegou ao ponto de a senadora Leila Barros, que estava assistindo do gabinete dela, não aguentar. Ela é oposição, quer investigar o presidente Bolsonaro etc. Ela saiu do gabinete, foi pra CPI e disse: “Gente, vocês não deixam a depoente terminar um raciocínio” – comentou Garcia.

Após exibição do trecho da CPI em que o senador Omar Aziz pedia que as falas da médica sobre a vacina fossem desconsideradas, Garcia também criticou o presidente da Comissão.

– Que bom que a gente pode assistir isso de novo, porque é incrível o que a gente ouve. Esse senador Omar Aziz tem cada uma – lamentou.

A postura de Aziz com Leila também foi pontuada negativamente pelo jornalista.

– O senador Omar Aziz, com o “cavalheirismo” de sempre, olha para ela [Leila Barros] e diz: “você chegou agora, está fazendo o que aqui?”, algo assim. Ela diz que estava assistindo [ao depoimento] do gabinete, e ele “ah, no gabinete”, com o maior cinismo. A gente é obrigado a assistir isso. Nesse nível. Mas é muito bom que isso tenha transparência, seja transmitido para que todo mundo perceba e saiba a respeito do que está se passando lá dentro – apontou.

Garcia ainda ressaltou que Nise foi convidada para a CPI e considerou que faltou “cortesia” durante a sessão.

– Esquecem o mínimo de cortesia pra [com] uma pessoa que foi convidada a dar esclarecimentos. E é uma cientista que está dando seu tempo para isso. Ela vem como voluntária oferecendo seus serviços – concluiu.

Leia também1 Juliana Paes critica "boçalidade" de senadores contra Dra. Nise
2 Rita Lobo debocha de Dra. Nise, é 'cancelada' e recua: "Errei"
3 Bolsonaro chama de 'covardia' a forma como CPI tratou Dra. Nise
4 Grupo de médicos repudia CPI e defende Dra. Nise Yamaguchi
5 Em CPI, Nise manifesta repúdio a senadores: 'Me senti agredida'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.