Leia também:
X Felipe Neto se une à fundação Open Society, de George Soros

Fux diz que diretora da Precisa poderá ficar calada na CPI

Oitiva está marcada para esta terça-feira

Ana Luiza Menezes - 12/07/2021 18h15 | atualizado em 12/07/2021 18h18

Ministro Luiz Fux, presidente do STF Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O presidente do Supremo Tribunal federal (STF), ministro Luiz Fux, decidiu que a diretora técnica da Precisa Medicamentos, Emanuela Batista de Souza Medrades, terá que comparecer à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. A oitiva está marcada para esta terça-feira (13).

Segundo Fux, Emanuela poderá permanecer em silêncio durante depoimento à CPI da Covid quando for questionada sobre temas que possam levá-la à autoincriminação.

Nesta segunda-feira (12), Medrades pediu ao STF o direito de não comparecer à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. O documento apresentado pela defesa de Emanuela também pede que, “caso opte por comparecer ao ato, lhe seja assegurado seu direito fundamental ao silêncio, à assistência a advogado e à dispensa do compromisso de dizer a verdade”. Os advogados dela argumentaram que a medida é necessária para “garantir à ora paciente o direito de não ser constrangida.”

Os senadores da CPI afirmam que a diretora da Precisa participou das negociações entre o governo federal e o laboratório Bharat Biotech, produtor da vacina Covaxin. A Precisa Medicamentos é a representante do laboratório no Brasil.

Além de ter sido convocada à CPI, Medrades também teve o sigilo telefônico e telemático quebrados por decisão da CPI.

Leia também1 Diretora da Precisa pede ao STF direito de não comparecer à CPI
2 CPI da Covid: Reverendo alega impossibilidade de comparecer
3 Intestino costurado na garganta, debocha Renan sobre facada
4 'Crime de responsabilidade cada vez fica mais claro', diz Aziz
5 Aziz diz que Pacheco prorrogará CPI da Covid esta semana

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.