Leia também:
X Golfinho em extinção prende boca em lacre e morre de fome

Frente Evangélica faz elogios a Damares: “Não é indicação”

Deputado Takayama considera que a futura ministra tem "grande atuação na frente"

Henrique Gimenes - 06/12/2018 17h22 | atualizado em 06/12/2018 18h33

A futura ministra Damares Foto: Valter Campanato/Ag. Brasil

Após o presidente eleito Jair Bolsonaro decidir nomear a pastora Damares para ocupar o posto de ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado Takayama (PSC-PR), comentou a escolha.

Na última semana, a bancada chegou a sugerir três nomes para ocupar um ministério no governo Bolsonaro. Gilberto Nascimento (PSC-SP), Marco Feliciano (Podemos-SP) e Ronaldo Nogueira (PTB-RS) foram cogitados para o Ministério da Cidadania, mas o presidente eleito optou por Osmar Terra (MDB-RS).

Os três deputados também foram cotados para ocupar a pasta de Direitos Humanos, mas Damares acabou sendo a escolhida. Ao jornal O Globo, o deputado Takayama disse que ela é um excelente nome, mas não é uma indicação da bancada.

– Nós indicamos deputados federais, porque são pessoas que podem somar na votação do plenário. Se o Bolsonaro escolhe um intelectual, como Ricardo Vélez (Educação) ou Damares, melhor ainda (…) Amamos a Damares, ela tem grande atuação na frente, mas não é indicada nossa – explicou.

A futura ministra era uma das assessoras do senador Magno Malta (PR-ES) e, além do ministério, também ficará responsável pela Fundação Nacional do Índio. Até 2014, Damares foi assessora parlamentar do deputado federal e senador eleito Arolde de Oliveira (PSD-RJ). Ao Pleno.News, o parlamentar elogiou a escolha de Bolsonaro.

– Ela é uma excelente profissional. Uma mulher comprometida com as causas das mulheres, dos indígenas, da vida e da família. É extremamente dedicada e ativa, um ótimo nome – afirmou.

Leia também1 É oficial! Damares Alves comandará Direitos Humanos
2 Em Brasília, Bolsonaro se reúne com futuros ministros

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.