Leia também:
X 80 animais do zoo de Curitiba serão vacinados contra a Covid

Folha diz que pesquisa não deu Haddad eleito, erra e se corrige

De acordo com o jornal, um levantamento do DataFolha realizado antes do 1º turno, em 2018, deu vitória ao petista

Pleno.News - 20/12/2021 15h44 | atualizado em 20/12/2021 16h38

Presidente da República, Jair Bolsonaro Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

Na última semana, o jornal Folha de S.Paulo publicou uma reportagem afirmando ser “falsa” a informação dita por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro de que o petista Fernando Haddad venceria as eleições contra Jair Bolsonaro no segundo turno.

Inicialmente, o jornal havia dito que nenhuma pesquisa realizada pelo Instituto DataFolha indicava a vitória de Haddad no segundo turno, mas depois acabou corrigindo a informação e afirmou que uma pesquisa realizada no dia 28 de setembro de 2018 dava a vitória ao petista.

O fato, no entanto, foi ironizado por apoiadores de Bolsonaro que dizem que as pesquisas nas últimas eleições presidenciais erraram ao dar a vitória ao petista.

Em suas redes sociais, a deputada Bia Kicis foi uma das que apontou o erro da Folha.

– Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro distorceram fatos ao afirmarem que o DataFolha indicou a vitória de Fernando Haddad em 2018″. É o que informou uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo, publicada na sexta-feira (17). Segundo a notícia, nenhum levantamento do instituto projetou a vitória do PT. Contudo, os simpatizantes do presidente estavam certos. Uma simulação de segundo turno, feita pela empresa e divulgada em 28 de setembro daquele ano, apontou a vantagem de Haddad: 45% para o petista, contra 39% de Bolsonaro. O erro foi admitido pelo jornal na noite de sexta-feira (17) – escreveu a deputada.

Ainda de acordo com a matéria da Folha, todas as pesquisas realizadas após essa, de 28 de setembro, indicaram a vitória de Bolsonaro. Na ocasião, ele venceu o primeiro turno, disputado em 7 de outubro, com 46% dos votos contra 29% de Haddad. Já no segundo turno, ocorrido em 28 de outubro, Bolsonaro teve 55% contra 44,8% de Haddad, “exatamente como o resultado do Datafolha”, disse o jornal.

Leia também1 TRF-2 derruba decisão que afastou a presidente do Iphan
2 'Por mim, é o pai que decide', diz Bolsonaro sobre vacinar crianças
3 Aras anuncia 'providências para proteger' diretores da Anvisa
4 Brasil doará a países pobres 10 milhões de vacinas contra Covid
5 Jantar de Lula e Alckmin contou com Maia e cúpula da CPI

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.