Folha de S. Paulo ataca Sergio Moro e recebe resposta

Reportagem afirmou que o ex-juiz federal cometeu ilegalidade com delações

Pleno.News - 18/07/2019 12h12

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, volta a ser acusado de ilegalidades Foto: Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom

Nesta quinta-feira (18), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi atacado pelo jornal Folha de S. Paulo. Uma reportagem o acusou de interferir em negociações de delações da Operação Lava Jato. A matéria usa informações em mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil.

Segundo essas mensagens, Moro teria falado com procuradores (nomes não foram citados) que só homologaria acordos desde que esses incluíssem, no mínimo, um ano de prisão em regime fechado.

A matéria fala sobre dois acusados da empresa Camargo Corrêa e continua declarando que a determinação de Moro é ilegal, já que “juízes devem se manter distantes das negociações”.

RESPOSTA DE MORO
Em resposta, o ministro publicou algumas mensagens em seu Twitter falando sobre deveres de juízes. Ele declarou que os magistrados precisam, sempre, recusar delações premiadas com benefícios “excessivamente generosos”.

– O juiz tem não só o poder, mas o dever legal de não homologar ou de exigir mudanças em acordos de colaboração excessivamente generosos com criminosos – afirmou.

Tuíte de Sergio Moro sobre delações premiadas Foto: Reprodução

As negociações de delações premiadas com acusados de crimes são de responsabilidade de investigadores Juízes devem, por lei, apenas “verificar sua regularidade, legalidade e voluntariedade”. Moro também voltou a criticar a divulgação das mensagens obtidas pelo Intercept.

– Mais uma vez, não reconheço a autenticidade de supostas mensagens minhas ou de terceiros, mas, se tiverem algo sério e autêntico, publiquem. Até lá não posso concordar com sensacionalismo e violação criminosa de privacidade – apontou.

LEIA TAMBÉM+ Moro anuncia venda de 612 imóveis que eram do tráfico
+ Moro diz que vazamentos já estão "beirando o ridículo"
+ Toffoli rejeita pedido do PT para investigar Sergio Moro


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo