Leia também:
X Jair Bolsonaro cancela indicação para uma embaixada

Filho do ex-governador Sérgio Cabral é alvo de operação no RJ

José Eduardo é um dos alvos de operação que mira o comércio ilegal de cigarros

Paulo Moura - 23/11/2022 11h16 | atualizado em 24/11/2022 10h35

Operação realizada pela Polícia Federal prendeu filho de Sérgio Cabral Foto: Divulgação/PF

Uma operação realizada em conjunto entre a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) na manhã desta quarta-feira (23) tem como alvo o empresário José Eduardo Cabral, filho do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. José Eduardo é dono de uma produtora de eventos, a ZC Entretenimento.

Batizada de Smoke Free, a operação mira o comércio ilegal de cigarros. No total, os agentes cumprem 27 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão no Rio e na Baixada Fluminense. Outro alvo da ação é Adilson Coutinho de Oliveira Filho, o Adilsinho, que já tinha sido alvo da Operação Fumus, cujo foco também foi a apuração de ilegalidades na venda de cigarros.

De acordo com as investigações, uma quadrilha falsificou ou não emitiu notas fiscais e transportou ou vendeu cigarros vindos de crime em territórios dominados. A PF informou que o grupo é responsável por um prejuízo à União estimado em cerca de R$ 2 bilhões.

Os investigados na operação podem responder pela prática de crimes de sonegação fiscal, duplicata simulada, receptação qualificada, corrupção ativa e passiva, lavagem de capital e evasão de divisas. Caso sejam condenados, as penas podem chegar a 66 anos de reclusão.

*Correção: Inicialmente, noticiamos que José Eduardo teria sido preso. No entanto, o empresário foi alvo de um mandado de prisão, mas não foi localizado pelos agentes.

Leia também1 Em fevereiro, Barroso disse que sua vida virou "um inferno" após críticas de Bolsonaro
2 Após período recluso, Bolsonaro volta a trabalhar do Planalto
3 Quase 100 crianças morreram em terremoto na Indonésia
4 Reunião entre Moraes e PMs deve tratar sobre manifestações
5 Jerusalém é alvo de ataques com bombas, e uma pessoa é morta

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.