Leia também:
X Teste nas urnas “acha” 5 falhas, e Barroso diz que não há risco

‘Fica para 2022 a decisão sobre a reforma do Imposto de Renda’

Afirmação foi feita pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco

Pleno.News - 29/11/2021 20h56 | atualizado em 30/11/2021 10h01

Senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG)
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que a decisão sobre a reforma do Imposto de Renda ficará para o ano que vem. O governo pressionava pela aprovação da proposta para financiar o Auxílio Brasil, mas não conseguiu apoio na Casa.

– Fica para o ano que vem a decisão para esse projeto da reforma do Imposto de Renda – disse Pacheco durante evento na Federação do Comércio do Estado do Paraná (Fecomércio-PR), em Curitiba.

Para implantar o Auxílio Brasil de R$ 400, o parecer da PEC dos Precatórios no Senado dispensa a necessidade de o projeto apresentar fonte de financiamento, contrariando a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

No discurso, Pacheco defendeu uma reforma tributária mais ampla e disse que há urgência na medida, mas ponderou que é necessário uma reflexão sobre o conteúdo das mudanças.

Diferente da reforma do Imposto de Renda, o presidente do Senado reforçou a aposta em aprovar o novo Refis ainda em 2021. O texto está na Câmara.

Durante o evento com empresários, Pacheco fez uma fala reforçando o compromisso com a responsabilidade fiscal.

– O teto de gastos é a expressão de responsabilidade fiscal que todos os governos precisam ter – disse.

Em seguida, o senador defendeu a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios com a alteração na regra de cálculo do teto. Ele admitiu que esse ponto foi o que “pegou mais” nas críticas, mas destacou que não vê outra solução para o pagamento de precatórios e do Auxílio Brasil.

*AE

Leia também1 Bolsonaro recebe Alcolumbre às vésperas de sabatina
2 Jair Bolsonaro grava vídeo e pede votos para Mendonça no STF
3 PL fará filiação de Bolsonaro nesta terça, no Dia do Evangélico
4 PL do PSOL e do PT obriga Brasil a cumprir decisões internacionais
5 Proposta de deputado do PCdoB pode bloquear o Telegram

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.