Leia também:
X Brasileira a Gilmar Mendes: “O crime compensa no Brasil?”

Feriado da República é marcado por protestos no Brasil

Manifestantes vãos às ruas em diversas capitais do país

Pleno.News - 15/11/2022 16h09 | atualizado em 16/11/2022 13h28

O feriado da Proclamação da República nesta terça-feira (15), marca o 15° dia de manifestações ao redor do Brasil contra o resultado do pleito e a favor da liberdade. Em Brasília, pessoas estão acampadas em frente ao Quartel General do Exército, numa área chamada Setor Militar Urbano, desde 0 dia 30 de outubro, mas neste feriado, o número de adeptos aumentou consideravelmente.

A Secretaria de Segurança Pública de Brasília restringiu o trânsito na Esplanada dos Ministérios. As manifestações em Brasília sempre foram mais comuns na Esplanada dos Ministérios e no Congresso Nacional, mas esse movimento se difere dos outros por se concentrar nas áreas militares.

O governo do Distrito Federal também impediu o acesso de pedestres à Praça dos Três Poderes, onde fica a sede do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nas redes sociais circulam vários vídeos com registros da manifestações pacíficas, como o vídeo a seguir:

Em São Paulo, manifestantes se concentram em frente ao Comando Militar no Ibirapuera. Em Criciúma, Santa Catarina, as pessoas saíram de casa no feriado para protestar em frente ao 28° Grupo de Artilharia de Campanha (28º GAC). Em Curitiba, a concentração ocorre em frente ao Quartel General do Exército em Pinheirinho. Em Belo Horizonte, Recife, Vitória e no Rio Grande do Sul também há grandes ajuntamentos. Em todos eles, o pedido é unânime: “Forças Armadas, salvem o Brasil”.

Leia também1 MPF pede afastamento do diretor da Polícia Rodoviária Federal
2 Grupo MST se queixa de sofrer invasão em acampamento
3 Xingado em Nova Iorque, Moraes debocha e dá "tchauzinho"
4 PGR recorre contra censura de Moraes: "Violou a Constituição"
5 Lewandowski diz que a Defesa deve ser chefiada por um civil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.