Leia também:
X Miss Paraná 2022 perde título após descobrir que está grávida

Felipe Neto chama Damares de “mentirosa” por críticas a Lula

Ex-ministra afirmou, em vídeo, que petista teria distribuído uma cartilha para ensinar jovens a usar crack

Gabriel Mansur - 08/08/2022 16h32 | atualizado em 08/08/2022 17h48

Felipe Neto e Damares Alves Fotos: Reprodução/Youtube// Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

O youtuber Felipe Neto e a ex-ministra de Estado da Mulher, Família e Direitos Humano Damares Alves (Republicanos) trocaram farpas por meio do Twitter neste domingo (7). Tudo começou quando Damares afirmou, em um vídeo compartilhado em suas redes sociais, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), principal adversário de Jair Bolsonaro na disputa pelo Palácio do Planalto, teria distribuído uma cartilha para ensinar jovens a usar crack durante seus dois mandatos.

O vlogueiro, por sua vez, debateu a candidata ao Senado pelo Distrito Federal. Para Felipe, Damares sabe que a cartilha não se trata sobre isso e que nunca foi distribuída. “A Damares Alves é mentirosa”, postou.

– A Damares é MENTIROSA e eu a desafio a me processar para que eu possa provar na Justiça que é uma mentirosa. A cartilha citada por ela foi criada pelo Programa Nacional de DST/Aids para ser distribuída a profissionais de SAÚDE. Detalhe: a cartilha nem chegou a ser distribuída. Esta senhora conta essa mentira há anos, repetindo sempre a mesma história – disparou.

Felipe Neto, em uma sequência de tuítes, ainda “cobrou” a cassação da candidata por “divulgação de fake news” e ainda notificou o ministro Alexandre de Moraes.

– Deixo aqui o pedido para que vocês divulguem ao Alexandre (De Moraes) e outros ministros. Em maio, foi dito por Alexandre de Moraes que “candidato que divulgar fake news nas redes deve ter registro cassado”. Damares Alves fez isso conscientemente, DE NOVO. Algo precisa acontecer – completou, antes de desafiá-la, mais uma vez, a processá-lo.

– A senhora é mentirosa, irresponsável e não segue os mandamentos que diz tão fervorosamente seguir. Se eu estou errado, ME PROCESSE. Prove na Justiça que o governo do PT distribuiu a cartilha que você mostrou no vídeo para a população. Está desafiada – concluiu.

Damares, também por intermédio do Twitter disse que “este menino”, em referência a Felipe Neto, “não para de passar vergonha”. Por fim, divulgou uma matéria publicada pela Agência Senado, de 2008, intitulada: “Camata protesta contra cartilha que ensina usuário a drogar-se.” Gerson Camata foi senador pelo Espírito Santo e filiado ao PSDB.

A cartilha lida por Damares foi criada pelo Programa Nacional de DST/AIDS com a intenção de ser distribuída para profissionais de saúde, mas não chegou a ser distribuída.

Leia também1 Rosa Weber envia à PGR pedido para investigar Jair Bolsonaro
2 Veja como ficaram as 12 chapas presidenciais após convenções
3 Em conversa com banqueiros, Bolsonaro faz críticas a Lula
4 Bolsonaro pede a banqueiros menores juros em consignado
5 Nova direção do PROS retira candidatura de Pablo Marçal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.