Leia também:
X Jornalista sueco sofre tentativa de assalto em gravação em SP

Felipe Melo agradece a Bolsonaro pelo desfecho do Caso Robson

Para atleta, empenho do presidente no caso foi "essencial"

Henrique Gimenes - 12/05/2021 15h58 | atualizado em 12/05/2021 16h47

Felipe Melo agradeceu empenho do presidente Jair Bolsonaro Bolsonaro no Caso Robson Foto: Divulgação

Em entrevista à Jovem Pan, o jogador de futebol Felipe Melo agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro por seu empenho na liberação do motorista Robson Nascimento de Oliveira. Ele estava preso na Rússia desde março de 2019, acusado de transportar duas caixas de um remédio proibido no país.

Robson desembarcou no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, e foi recebido pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada.

Ao comentar o caso, Felipe Melo disse ter ficado feliz com o “desfecho do Caso Robson”.

– Muito feliz com o desfecho do Caso Robson. Poder vê-lo entre carinhos, abraços e amor do seu ambiente familiar. Voltar à sua pátria amada. Não posso deixar de agradecer ao Senhor Cristo Jesus, porque foi Ele que abriu as portas para que Robson pudesse voltar. Quero agradecer ao nosso presidente Jair Bolsonaro por dedicar tanto tempo, em tantas reuniões, para que o Robson pudesse voltar. Sem dúvida nenhuma, [isso] foi essencial – apontou Felipe Melo.

O motorista estava preso desde 10 de fevereiro de 2019, depois de desembarcar em um dos aeroportos de Moscou com duas caixas do remédio Mytedom 10mg (cloridrato de metadona) – analgésico com características semelhantes à morfina, substância proibida na Rússia, mas liberado no Brasil.

A substância que Robson carregava na bagagem seria entregue ao sogro do jogador Fernando. Robson havia sido contratado pelo volante para trabalhar para ele em Moscou e chegava ao país pela primeira vez. Em dezembro de 2020, Robson havia sido condenado a três anos de prisão sob acusação do crime de tráfico de drogas.

O governo brasileiro entregou, no final de outubro do ano passado, uma carta na qual Jair Bolsonaro pedia ao presidente russo, Vladimir Putin, perdão para o motorista. A carta foi entregue pessoalmente pelo senador Nelsinho Trad (PSD-MS). Como já tinha cumprido um ano e nove meses, Robson terminaria de cumprir a pena no começo de 2022.

Leia também1 Robson diz que só dormia, bebia água e chorava na prisão russa
2 Robson chega ao Brasil e é recebido por Jair Bolsonaro
3 OAB recorre contra 'paralisação' da Lei Rouanet no governo
4 Bolsonaro ironiza Renan: "Faça uma CPI do leite condensado”
5 Popularidade de Jair Bolsonaro aumenta mesmo diante de CPI

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.