Leia também:
X Novo PGR diz que atitudes de Rodrigo Janot são inaceitáveis

Família de Lula pressiona para que ele cumpra pena em casa

Petista resiste em aceitar regime semiaberto

Ana Luiza Menezes - 28/09/2019 14h41 | atualizado em 28/09/2019 22h04

Ex-presidente Lula Foto: Reprodução

Preso no prédio da Superintendência Regional da Polícia Federal, em Curitiba, Panará, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva está sendo pressionado por sua família e namorada, a socióloga Rosângela da Silva. Eles querem que o petista aceite a possibilidade de cumprir pena em casa.

A informação foi divulgada pela colunista Mônica Bérgamo, da Folha de S.Paulo. Porém, por meio de sua assessoria, Rosângela afirmou que “não está pressionando para que ele [Lula] aceite a domiciliar e apoia a decisão que ele tomar”.

Lula já cumpriu um sexto de sua pena total, uma vez que está detido desde abril do ano passado. Por isso, ele poderia cumprir o restante da condenação no regime semiaberto.

Na semana passada, procuradores da Operação Lava Jato apresentaram o pedido para que seja concedida a progressão de regime para o petista. Além da contagem de prazos, eles teriam se baseado no bom comportamento do detento.

Por meio de sua defesa, e também em entrevistas, o ex-presidente rejeitou a ideia. Ele acredita que ainda existem recursos, que possibilitam sua liberdade total e não parcial. Entretanto, na próxima segunda-feira (30), ele voltará a falar sobre o pedido dos procuradores.

Em outubro, o Supremo Tribunal Federal (STF) tomará uma decisão a respeito dos pedidos da defesa de Lula, com base nas mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil, do jornalista Glenn Greewald.

Leia também1 Novo PGR diz que atitudes de Rodrigo Janot são inaceitáveis
2 Moro fica preocupado com a Lei de Abuso de Autoridade
3 AGU: 'Estamos há 9 meses sem caso de corrupção no governo'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.