Leia também:
X Hashtag que pede prisão de Dino entra nos Trending Topics

Família Barbalho tem dívida de R$ 482 milhões com a União

Jader, Helder e Elcione Barbalho teriam dívidas, somadas, de quase R$ 500 milhões com o Fisco

Paulo Moura - 13/01/2023 15h36 | atualizado em 14/01/2023 09h14

Helder, Jader e Elcione Barbalho estão entre os maiores devedores da União Fotos: Marco Santos/Agência Pará // Pedro França/Agência Senado // Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Três integrantes da família Barbalho estão entre os políticos que mais possuem dívidas com a União. Ao todo, o governador do Pará, Helder Barbalho; o pai dele, Jader Barbalho; e a mãe, Elcione Barbalho, todos do MDB paraense, têm débitos com os cofres governamentais que, somados, totalizam quase R$ 500 milhões.

O levantamento dos maiores devedores, realizado pelo site Poder 360, inclui deputados federais, estaduais, distritais, senadores, governadores e vice-governadores. O maior débito do grupo é do deputado estadual Antônio Pereira (PSB-MA), com R$ 392 milhões. Helder Barbalho é o terceiro colocado da lista, com R$ 170 milhões de dívidas.

O pai de Helder, o senador Jader Barbalho, é o quarto colocado entre os políticos que mais possuem débitos com a União, com R$ 165 milhões. Já a mãe de Helder, a deputada federal Elcione Barbalho, possui R$ 147 milhões em dívidas e é a sexta colocada da lista. Juntos, os três integrantes do “clã” Barbalho devem R$ 482 milhões.

Do total da dívida de Helder, boa parte está ligada a veículos de comunicação dos quais ele é sócio, como a Carajás FM e o Diário do Pará. Assim como o filho, o senador Jader Barbalho e a deputada Elcione Barbalho também têm débitos relacionados a empresas de comunicação, entre elas o próprio Diário do Pará e a Rede Brasil Amazônia.

Em nota, a família Barbalho negou possuir débitos com o Fisco e informou que as empresas das quais os três políticos são sócios não têm dívidas e “pagam seus tributos normalmente”. O grupo disse que as empresas também aderiram a programas de parcelamento ou questionam os valores indevidos nas esferas administrativa e judicial.

Leia também1 Moraes: Cappelli deverá explicar conduta dos agentes no DF
2 Steve Bannon diz que vitória de Lula nas eleições foi "roubada"
3 Prisco deixa SCC após defender manifestantes e criticar Moraes
4 Médico opera olho errado, cega idoso e terá de pagar R$ 100 mil
5 'Decepção', diz especialista sobre pacote econômico de Haddad

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.