Leia também:
X Bolsonaro nomeia Mario Frias novo secretário de Cultura

Fabrício Queiroz tem prisão domiciliar negada pela Justiça

Defesa do ex-assessor de Flávio Bolsonaro alegou o risco de contágio do novo coronavírus

Rafael Ramos - 20/06/2020 09h17 | atualizado em 20/06/2020 09h18

Justiça negou pedido de prisão domiciliar para Fabrício Queiroz Foto: EFE/Sebastião Moreira

Preso no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, desde quinta-feira (18), o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, teve seu pedido de prisão domiciliar negado pela Justiça. A decisão foi tomada pela desembargadora da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, Suimei Cavaleiri.

O advogado de Queiroz, Paulo Emílio Catta Preta, fez o pedido citando um tratamento contra um câncer no intestino, uma cirurgia de próstata feita há dois meses e o risco de contágio pelo novo coronavírus. O mérito do habeas corpus será julgado pelo colegiado da 3ª Câmara Criminal após a manifestação dos demais envolvidos no processo, que corre em segredo de Justiça.

Queiroz foi preso em Atibaia, no interior paulista, em um imóvel que pertence ao advogado de Jair Bolsonaro e de Flávio, Frederick Wassef. Ele é investigado no suposto esquema de rachadinha, que ocorreu no mandato de Flávio como deputado.

Leia também1 Filha de Olavo de Carvalho levou polícia a Queiroz
2 Jair Bolsonaro diz que prisão de Queiroz foi "espetaculosa"
3 Advogado cita ameaças e pedirá liberdade de Queiroz
4 Ratinho denuncia imprensa: "Querem derrubar Bolsonaro"
5 "Nunca houve uma vírgula contra mim", afirma Flávio

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.