Leia também:
X Familiares de Fabrício Queiroz vão depor no dia 8 de janeiro

Fabrício Queiroz falta ao depoimento pela segunda vez

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro teve seu nome citado em um relatório do Coaf

Henrique Gimenes - 21/12/2018 16h41 | atualizado em 26/12/2018 10h26

O ex-assessor, Fabrício Queiroz e o senador eleito, Flávio Bolsonaro Foto: Reprodução/Facebook

Fabrício Queiroz, ex-motorista e ex-assessor do senador eleito, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), faltou novamente ao depoimento que estava marcado para a tarde desta sexta-feira (21) no Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ).

De acordo com seus advogados, ele “precisou ser internado na data de hoje, para realização de um procedimento invasivo com anestesia, o que será devidamente comprovado, posteriormente, através dos respectivos laudos médicos”.

O ex-assessor teve seu nome citado em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com o documento, Fabrício José de Queiroz teria movimentado R$ 1,2 milhão em um período de um ano, considerado como “atípico” por ser incompatível com o patrimônio e com a atividade econômica do ex-assessor.

Ele foi exonerado do gabinete de Flávio Bolsonaro em outubro.

O MPRJ também informou que enviará um oficio ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) para que Flávio Bolsonaro, ainda com mandato de deputado estadual, compareça ao órgão no dia 10 de janeiro para dar esclarecimentos sobre os fatos.

Os familiares de Fabrício Queiroz devem depor no dia 8 de janeiro.

Leia também1 Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, falta a depoimento
2 Flávio Bolsonaro: 'Não há nada de errado com o meu gabinete'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.