Leia também:
X AM: Gêmeas acusadas de furar fila da vacina são exoneradas

Ex-presidenciável, Henrique Meirelles troca o MDB pelo PSD

Mudança abre espaço para possível candidatura do ex-ministro da Fazenda ao Senado Federal

Pleno.News - 13/02/2021 15h54 | atualizado em 13/02/2021 15h57

Henrique Meirelles se filiou ao PSD Foto: Agência Brasil/Marcello Casal Jr.

Ex-ministro da Fazenda de Michel Temer e atual secretário de Fazenda e Planejamento de São Paulo, Henrique Meirelles trocou o MDB, partido pelo qual concorreu à Presidência da República em 2018, pelo PSD, sigla que ajudou a fundar em 2011. O retorno de Meirelles à legenda foi formalizado na sexta-feira (12).

A chegada do ex-ministro foi comemorada pelo presidente nacional da sigla, o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Em suas redes sociais, Kassab destacou Meirelles como uma “referência técnica” e afirmou que a chegada dele ao partido é uma sinalização “de que o PSD está sempre disposto a ter bons quadros”.

– Feliz com o retorno de Henrique Meirelles ao nosso PSD em Goiás, Meirelles é fundador do nosso partido e sua chegada é uma sinalização de que o PSD está sempre disposto a ter bons quadros. É uma referência técnica, de competência e honestidade. Tenho certeza de que terá ainda mais sucesso agora no partido – escreveu Kassab.

O secretário de Fazenda de São Paulo não se manifestou pelas redes sociais sobre a troca de partido, mas a filiação abre espaço para uma candidatura do ex-ministro ao Senado ou ao governo de Goiás em 2022.

Em 2020, MDB e PSD (o ex-partido e o atual de Meirelles), disputaram o 2° turno da capital do Estado, Goiânia, com vitória do emedebista Maguito Vilela – que faleceu vítima da Covid-19 antes de assumir de fato o cargo – sobre Vanderlan Cardoso.

*Estadão

Leia também1 AM: Gêmeas acusadas de furar fila da vacina são exoneradas
2 Freixo anuncia ações para tentar barrar decretos de armas
3 Rio de Janeiro tem aglomerações no início do Carnaval
4 Vacina de Oxford será testada em crianças e adolescentes
5 Canal do maior site pró-vida da internet é banido pelo YouTube

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.