Leia também:
X IBGE aponta que internet chega a 90% das casas brasileiras

Ex-jogador do Flamengo, vereador é acusado de estupro

Whelliton Silva também atuou no Santos e pode sofrer cassação

Monique Mello - 16/09/2022 13h08 | atualizado em 16/09/2022 13h45

Whelliton Silva Foto: Reprodução/Vídeo Instagram

O vereador Whelliton Silva (PL), ex-jogador do Flamengo e do Santos, poderá ter seu mandato cassado. A Câmara dos Vereadores de Praia Grande, no litoral de São Paulo, analisa o pedido de cassação após acusações de estupro, “rachadinha” e abuso de autoridade. O parlamentar nega as acusações.

O pedido foi apresentado por Letícia Almeida Holanda de Albuquerque, moradora de Santos. Na ação protocolada no Legislativo, ela alega que faz uso de medicamentos controlados, sendo proibida de ingerir bebida alcoólica, e que o vereador estava ciente disso. Ainda assim, ele ofereceu as substâncias, a levou para seu apartamento, onde teria ocorrido o estupro.

A denunciante afirmou que o episódio gerou “um grave abalo psicológico, resultando em pensamentos suicidas e internação de urgência”.

Ainda segundo Letícia, Whelliton lhe ofereceu um emprego como assessora parlamentar, com o salário em torno de R$ 2,4 mil por mês, sendo que o salário do cargo na Câmara de Praia Grande é de R$ 12.285,81. Letícia afirma que a diferença seria devolvida, o que configura a chamada “rachadinha”.

O presidente do Legislativo, Cadu Barbosa (PTB), será responsável pela análise dos casos, além dos vereadores Hugulino Alves Ribeiro (PSDB) e Romulo Brasil Rebouças (Podemos).

O vereador se diz alvo de uma perseguição política. Ele disse que a denúncia se trata de uma vingança, pois a mulher não foi nomeada assessora “por incompetência”. Embora classifique como absurdas as acusações, Whelliton afirmou estar tranquilo.

– Quanto à abertura de comissão de ética para apurar um fato que não tem nenhuma prova, digo nenhuma prova, estou muito tranquilo – falou ao G1.

Nesta sexta-feira (15), o vereado publicou uma nota em sua rede social:

Infelizmente sou obrigado a essa altura da minha vida passar por essa situação.

Estou sendo vítima de uma armação política orquestrada por pessoas inescrupulosas que se aliaram a uma irresponsável, mas não impunível.

Sigo certo que a justiça será feita e tanto essa irresponsável quanto os que estão por trás dessa armação, serão responsabilizados.

Não tenho dúvida que essa acusação falsa e criminosa será arquivada em breve, pois jamais cometeria algo assim. Entretanto, as pessoas envolvidas não poderão ficar impunes.

Quero agradecer a todas as mensagens de solidariedade que tenho recebido. Obrigado a todos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Whelliton Silva (@whelliton)

Leia também1 Jogador de 23 anos morre após sofrer mal súbito durante treino
2 Homem é acusado de fingir ser jogador para cometer abusos
3 Richarlison contesta uso político da camisa da seleção
4 Luva de Pedreiro faz live com Falcão e diz que Leo Dias mentiu
5 Moraes vota para tornar Magno Malta réu por calúnia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.