Leia também:
X Governo Bolsonaro lamenta a morte de Marília Mendonça

“Espero que a Covid não mate o Adélio”, afirma Bolsonaro

Durante evento no Paraná, presidente celebrou a reabertura da investigação sobre a facada que levou em 2018

Pleno.News - 05/11/2021 20h32 | atualizado em 05/11/2021 21h01

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a comemorar a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) de derrubar restrições que impediam a continuidade das investigações sobre Adélio Bispo, autor da facada sofrida pelo presidente quando candidato, em setembro de 2018.

Durante em evento na cidade de Ponta Grossa (PR) nesta sexta-feira (5), o presidente ‘mostrou preocupação’ com a saúde de Adélio.

– Aconteceu uma facada. Que o processo já foi reaberto. Espero que a Covid não mate o Adélio – afirmou aos risos.

Com a decisão, o TRF-1 abre caminho de uma frente de apuração que visa concluir se o autor da facada agiu sozinho ou a mando de alguém. No entanto, a hipótese de um mandante por trás do atentado foi encerrada em maio do ano passado pelo delegado federal Rodrigo Morais. Ele concluiu que Adélio agiu sozinho e por motivos pessoais.

Bolsonaro ainda utilizou o evento para alfinetar a ex-presidente Dilma Rousseff.

Eu tinha um método. E tem que mudar o Brasil. Com a reeleição daquela mulher, qual o nosso futuro? Não é porque é mulher não. O bicho é ruim mesmo. Sogra é santa perto dela – apontou.

*AE

Leia também1 Michelle Bolsonaro lamenta a morte de Marília Mendonça
2 Governo Bolsonaro lamenta a morte de Marília Mendonça
3 Bolsonaro sobre Marília: 'País recebe em choque a notícia'
4 Bolsonaro critica cassação de Francischini: 'Foi um estupro'
5 STF: Bolsonaro tem 10 dias para explicar "agressões" a jornalistas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.