Leia também:
X Em SC, Bolsonaro visita idosa em casa e bebe caldo de cana

Em post de Ano Novo, Secom diz que “uma nação deve ser amada e protegida como uma família”

Secretaria também desejou que "em 2022 ressaltemos e defendamos os melhores valores e tradições da humanidade"

Henrique Gimenes - 01/01/2022 16h30 | atualizado em 03/01/2022 08h11

Em post de Ano Novo, Secom diz que “uma nação deve ser amada e protegida como uma família” Foto: Freeimages

Neste sábado (1º), a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) celebrou o Ano Novo em uma publicação nas redes sociais. E no post, a Secom afirmou que “uma nação deve ser amada e protegida como uma família” e ainda desejou que, em 2022, “ressaltemos e defendamos os melhores valores e tradições da humanidade”.

A publicação traz um vídeo com pessoas utilizando as cores verde e amarelo e também diversos símbolos do Brasil.

– “Ou ficar a Pátria livre ou morrer pelo Brasil”. Família, comunidade, nação. Cada brasileiro que sabe que uma nação deve ser amada e protegida como uma família traz inscrito em sua alma este verso do Hino da Independência, composto pelo Rei Soldado Pedro I do Brasil – destac0u.

A Secom também defendeu a soberania e a liberdade dos brasileiros.

– Que em 2022 ressaltemos e defendamos os melhores Valores e Tradições da humanidade, base de qualquer Família e, portanto, de uma grande Nação: a Soberania em nossas Propriedades privadas e nosso Território nacional, a Liberdade de cada brasileiro e a Independência de todos nós –

Leia também1 Em SC, Bolsonaro visita idosa em casa e bebe caldo de cana
2 Assessor mostra Bolsonaro no meio do povo e ironiza pesquisas
3 Para Kassab, Bolsonaro tem boas chances de não ir para o 2º turno
4 Bolsonaro sanciona isenção de IPI para taxistas e deficientes
5 Bolsonaro culpa desvios na Petrobras por alta nos combustíveis

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.