Leia também:
X Cantor morre após parada cardiorrespiratória em viagem

Em estado grave, David Miranda não disputará reeleição

Parlamentar segue internado em UTI no Rio de Janeiro

Thamirys Andrade - 20/09/2022 13h05 | atualizado em 20/09/2022 13h37

Deputado Federal David Miranda Foto: Agência Câmara/Michel Jesus

O jornalista Glenn Greenwald comunicou, nesta terça-feira (20), que a família decidiu retirar a candidatura à reeleição de seu companheiro, o deputado federal David Miranda (PDT-RJ). Segundo Glenn, o parlamentar segue internado em estado grave em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em um hospital da Zona Sul do Rio de Janeiro.

– É uma decisão extremamente difícil. Eu disse, desde o começo da internação dele, no dia 6 de agosto, que a única pessoa que deveria tomar decisões sobre a candidatura do David é o David. Mas, infelizmente, essa não é a nossa realidade. Essa decisão caiu em cima de mim e eu me consultei com todas as pessoas próximas do David e houve um consenso de que é a única decisão a ser tomada – ponderou o jornalista.

Glenn acrescentou que entende que muitos dos eleitores de Miranda ficarão “desapontados”, mas pediu a compreensão de todos.

– Esperamos que possam entender nossos motivos, de precisar priorizar a recuperação de David – acrescentou.

David Miranda foi hospitalizado em razão de uma severa infecção intestinal. Segundo Glenn, o congressista apresentou melhora na última semana.

– Apesar de não ser nada garantido, isso nos deixa animados para sua recuperação completa – disse o jornalista.

Leia também1 Bolsonaro: "Pesquisas não valem nada, ganharemos no 1º turno"
2 Na ONU, Jair Bolsonaro exalta manifestações do 7 de Setembro
3 ONU: Bolsonaro cita corrupção petista e condenações de Lula
4 Roberto Jefferson quer Forças Armadas agindo contra o STF
5 "Se você deixar, o PT bate sua carteira", diz Ciro Gomes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.