Leia também:
X Jair Bolsonaro rebate falas de Lula sobre policiais e armas

Em ato no Rio, Silveira cita Bolsonaro e exalta a liberdade

Público gritava "Eô, eô, Daniel pra senador"

Monique Mello - 01/05/2022 11h36 | atualizado em 02/05/2022 11h30

Deputados Carlos Jordy e Daniel Silveira Foto: Reprodução/Instagram Carlos Jordy

O deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) participou de um ato pró-governo na manhã deste domingo (1º), feriado do Dia do Trabalhador, em Niterói, Rio de Janeiro. A uma multidão de apoiadores na orla de Icaraí, Silveira falou em liberdade.

– Vou ser muito breve. O presidente disse: “A liberdade vale mais que a própria vida”. O que é um homem, uma mulher sem liberdade? Não vive; tão somente, existe. Nós não vamos existir, nós vamos viver e vamos sim colocar o Brasil na liberdade que o presidente tanto sonha. Tá certo? – disse o parlamentar, ao som de gritos de “Eô, eô, Daniel pra senador”.

Silveira não poupou elogios ao presidente Jair Bolsonaro (PL), que lhe concedeu perdão constitucional, um dia após ele ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

– Não tem nada mais que preocupa o presidente do que livrar o Brasil do socialismo que vem avançando de forma camuflada, ninguém aqui é maluco com chapéu de alumínio, não tem conspiração não, é real, estava próximo de acontecer. Se não fosse o presidente Bolsonaro, essa cor aqui amarelo e verde não estaria acontecendo, seria vermelho e isso a gente não vai permitir – declarou.

Silveira agradeceu a todos pelas orações e ao deputado federal Carlos Jordy (PL) por ajudá-lo enquanto estava na prisão.

– Agradeço a todos por todas as orações e eu garanto aos senhores que eu nunca vou decepcionar enquanto figura pública, porque eu não tenho motivo para isso – finalizou.

Leia também1 Jair Bolsonaro rebate falas de Lula sobre policiais e armas
2 Lula fala em "acabar" com o real e unificar moeda latina
3 Ao STF, Silveira diz que não usou tornozeleira devido a "defeito"
4 Bolsonaro publica montagem como negro e celebra a união
5 "Como celebrar o 1º de maio com essa inflação?", questiona Moro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.