Leia também:
X Bolsonaro nomeia Bruno Bianco como n° 2 do ministério de Onyx

Eduardo Pazuello depõe na PF em inquérito sobre caso Covaxin

Investigação apura se o presidente Jair Bolsonaro teria prevaricado

Thamirys Andrade - 29/07/2021 10h17 | atualizado em 29/07/2021 10h45

Ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, depõe na sede da Polícia Federal (PF) às 10h desta quinta-feira (29), no inquérito que investiga se o presidente Jair Bolsonaro teria cometido crime de prevaricação no caso Covaxin.

A apuração foi instaurada após o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e seu irmão, Luis Ricardo Fernandes Miranda, servidor do Ministério da Saúde, dizerem que alertaram o presidente sobre as suspeitas de irregularidades no contrato da vacina, mas que Bolsonaro não teria cumprido a promessa de levar o caso à PF.

Luis Miranda afirma ainda que informou o então ministro da Saúde Eduardo Pazuello sobre o caso, em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB).

– Ele [Pazuello] olhou para a minha cara com uma cara de descontentamento e falou assim: “Luis, nessa semana é certeza eu vou ser exonerado”.

Segundo Luis Miranda, Pazuello teria dito isso três dias antes de sua saída da pasta.

Leia também1 Bolsonaro nomeia Bruno Bianco como n° 2 do ministério de Onyx
2 Olavo de Carvalho recebe alta após cateterismo de emergência
3 Gleisi: "Datena sempre foi um bajulador de presidentes"
4 Joice Hasselmann nega ter recusado exame: "Fiz até DNA"
5 Juiz proíbe evento para receber Bolsonaro no interior de SP

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.