Leia também:
X “Vovô TikToker” morre aos 91 anos após complicações renais

Eduardo diz que Bolsonaro ainda pode ser submetido à cirurgia

Deputado ressaltou, porém, que há esperança de que o procedimento não seja necessário

Paulo Moura - 15/07/2021 10h55 | atualizado em 15/07/2021 12h16

Deputado federal Eduardo Bolsonaro Foto: PR/Alan Santos

Em um vídeo publicado em seu canal no Telegram, na manhã desta quinta-feira (15), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) falou sobre o quadro de saúde do presidente Jair Bolsonaro, internado desde a manhã de quarta-feira (14) para tratar de uma obstrução intestinal.

Na gravação, o parlamentar ressaltou que ainda há possibilidade de o presidente passar por um procedimento cirúrgico, mas a esperança é de que o problema se resolva de modo mais natural. Inicialmente, o boletim médico divulgado pelo Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, na noite de quarta, informou que a cirurgia não seria necessária.

– Há uma possibilidade de cirurgia, mas também há uma esperança de que esta dobra [a obstrução] se desfaça naturalmente. Então, os médicos estão a todo momento fazendo esta avaliação. Se fazem uma cirurgia ou se deixam mais um tempinho para [o problema] se resolver naturalmente – afirma.

O deputado explicou que a dobra ou aderência no intestino de Bolsonaro impede a passagem de alimentos e contou que o entupimento causou um acúmulo de líquido no estômago do presidente, o que gerou dores abdominais ao chefe do Executivo.

– Foi retirado um litro de líquido do estômago – completou.

Leia também1 Em denúncia à ONU, ativistas apontam 162 prisões em Cuba
2 "Vovô TikToker" morre aos 91 anos após complicações renais
3 Bolsonaro é acusado de racismo e vira alvo de representação
4 No RS, incêndio destrói prédio da Secretaria de Segurança
5 Onyx rebate Luis Miranda e diz que ele é "paciente de psicopatia"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.