Leia também:
X “Lockdown não pode ser política de governo”, diz novo ministro

Doria pede que homem gravado ameaçando Lula seja investigado

Empresário diz em vídeo que Lula terá "problema" se não devolver o que, segundo ele, "roubou do Fundo de Pensão do Trabalhador"

Paulo Moura - 16/03/2021 08h36 | atualizado em 16/03/2021 09h18

Doria pediu investigação de homem que aparece armado ameaçando Lula Foto: Reprodução

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), determinou a abertura de uma investigação policial contra o homem que foi gravado, supostamente no último sábado (13), atirando com uma arma de fogo e ameaçando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação foi confirmada por meio de uma nota emitida pela assessoria de imprensa do gestor do governo paulista.

– Doria entende que não será à base de ameaças, agressões ou tiros que o Brasil encontrará o caminho da paz, do equilíbrio e do respeito pela democracia e pelo contraditório. A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia – informou a assessoria do governador de SP.

Segundo o site Metrópoles, Doria ligou para a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, para confirmar o pedido de investigação. No domingo (14), o PT enviou cartas ao governo de São Paulo e à Procuradoria-Geral de Justiça do estado para solicitar a instauração de inquérito referente ao caso. A representação foi assinada por Gleisi e pelos deputados federais Paulo Teixeira e Rui Falcão.

De acordo com o partido, existe uma “possível prática de ameaça, incitação ao crime e calúnia”. O autor do vídeo, identificado como José Sabatini, empresário de Artur Nogueira, no interior paulista, aparece na gravação dizendo que Lula deveria devolver o que, segundo ele, “roubou do Fundo de Pensão do Trabalhador”, pois, do contrário, “vai ter problema”.

– Se você não devolver os R$ 84 bilhões que você roubou do Fundo de Pensão do Trabalhador, você vai ter problema, hein, cara. Outro recado: não tenta transformar o meu país numa Venezuela. Eu vou derramar meu sangue, mas eu vou lutar pelo meu país. Não tenta, viu? Tá entendendo o meu recado? Tô sendo claro com você? – diz ele, apontando a mão para o revólver.

Os advogados do ex-presidente Lula também entraram com representação contra o suspeito do crime na Procuradoria do estado. Eles pedem a prisão preventiva de Sabatini, apreensão da arma de fogo, medida cautelar, além de outras medidas.

Leia também1 "Lockdown não pode ser política de governo", diz novo ministro
2 Hotel em Brasília nega versão de Ludhmila Hajjar sobre invasão
3 Saiba quem é Marcelo Queiroga, novo ministro da Saúde
4 Vacinados contra Covid-19 no Brasil chegam a 10 milhões
5 Mesmo na pandemia, TV Globo volta a exibir novelas inéditas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.