Leia também:
X Homem atira na esposa e faz “live” nas redes sociais: “Folgada”

Doleira Nelma Kodama é presa por tráfico de drogas em Lisboa

PF deflagrou operação para desarticular suposta organização especializada no tráfico internacional de cocaína

Pleno.News - 19/04/2022 13h26 | atualizado em 19/04/2022 15h13

Doleira Nelma Kodama é presa por tráfico de drogas em Lisboa
Doleira Nelma Kodama é presa por tráfico de drogas em Lisboa Foto: Reprodução / Youtube / RedeTV!

A Polícia Federal (PF) informou que a doleira Nelma Kodama foi presa em Lisboa nesta terça-feira (19), durante operação contra tráfico de drogas entre Brasil e Portugal. Em março de 2014, Nelma foi presa em São Paulo na primeira fase da extinta Operação Lava Jato quando tentava embarcar para Milão, na Itália, com 200 mil euros escondidos na calcinha. Agora, segundo a PF, ela agia como doleira do tráfico entre Portugal e Brasil. O advogado de Kodama, Adib Abdouni, informou que vai entrar com um pedido de relaxamento da prisão.

A PF deflagrou, na manhã desta terça-feira, a operação batizada de Descobrimento para desarticular suposta organização criminosa especializada no tráfico internacional de cocaína entre Brasil e Portugal. A apuração teve início após agentes apreenderem mais de 500 quilos da droga escondidos na fuselagem de um jato português que pousou na Bahia.

“DAMA DO MERCADO” CANTOU EM CPI
Em 2019, Nelma Kodama, conhecida como a “Dama do Mercado”, voltou aos holofotes depois de publicar uma foto em seu perfil no Instagram com vestido vermelho, sapato Chanel e a tornozeleira eletrônica.

Outra aparição emblemática da doleira se deu durante um depoimento à CPI da Petrobras em 2015. Na ocasião, ela cantou um trecho de Amada Amante, música do rei Roberto Carlos para explicar como era sua relação com o doleiro Alberto Youssef.

Ela teve extinta sua pena de 15 anos de prisão decretada na Operação Lava Jato graças ao indulto natalino concedido no final de 2017 pelo ex-presidente Michel Temer.

BUSCAS
Ao todo, os agentes da Operação Descobrimento cumprem 46 ordens de busca e apreensão e nove mandados de prisão preventiva nos dois países. No Brasil, as diligências são realizadas nos estados da Bahia, São Paulo, Mato Grosso, Rondônia e Pernambuco. Já em Portugal, a polícia vasculha três endereços e executa duas ordens de prisão preventiva nas cidades do Porto e Braga.

*AE

Leia também1 Moro posta montagem e diz ser "primo" do "Homem de Ferro"
2 Eduardo Leite "oculta" Aécio Neves de foto e é criticado
3 Com pouco apoio, CPMI das Fake News deve acabar sem relatório
4 PT entra com ação popular contra a venda da Eletrobras
5 Edson Fachin reduz pena imposta a Marcelo Odebrecht

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.