Leia também:
X Deputados negros do RS querem mudar hino do estado: “Racismo”

“Dói no coração ser chamado de mentiroso”, diz Jair Bolsonaro

Ex-presidente se mostrou inconformado com a maneira com que Moraes o tratou em seu voto

Marcos Melo - 03/07/2023 16h47 | atualizado em 03/07/2023 19h50

Jair Bolsonaro ao lado de Alexandre de Moraes, presidente do TSE Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE

Em entrevista ao Pânico, da Jovem Pan, nesta segunda-feira (3), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) falou sobre a leitura do voto do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, em seu desfavor. O líder conservador deixou claro seu descontentamento ao ser chamado de mentiroso por Moraes.

– Por ocasião da votação que perdi por 5 a 2, acabei sendo inelegível. O último voto foi do senhor Alexandre de Moraes. E por quatro ou cinco vezes após ele ler uma frase que seria minha, ele me chama de mentiroso. Isso dói no coração da gente, ser chamado de mentiroso – disse.

Bolsonaro afirmou não ser o tipo de gente que Moraes supõe que ele seja.

O ex-chefe do Executivo ficou inelegível por oito anos, graças a uma decisão do TSE, que entendeu ter havido abuso de poder em uma reunião de Bolsonaro com embaixadores, quando o então presidente criticou a fragilidade da segurança das urnas eletrônicas e reivindicou aperfeiçoamentos no processo eleitoral a fim de proporcionar maior segurança e fidedignidade à vontade do eleitor.

Leia também1 Moraes avaliará recurso de Bolsonaro contra inelegibilidade
2 Lula diz que “tomava uma coisa que passarinho não bebe”
3 "Estou na UTI, não morri ainda", diz Bolsonaro sobre sucessor
4 Em mensagens antigas, Dino mostrava desconfiar das urnas
5 Lula perde equilíbrio e quase cai durante celebração na Bahia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.