Leia também:
X Alívio! Médica filha de prefeito é resgatada após sequestro no RS

Direção nacional do PSD lamenta morte de Arolde de Oliveira

Senador morreu na noite de quarta-feira após complicações da Covid-19

Paulo Moura - 22/10/2020 10h33 | atualizado em 22/10/2020 18h23

Arolde de Oliveira Foto: Divulgação

O presidente nacional do Partido Social Democrático (PSD), Gilberto Kassab, divulgou uma nota, na manhã desta quinta-feira (22), lamentando a morte do senador Arolde de Oliveira, que faleceu na noite de quarta-feira (21) em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. Arolde era filiado ao partido e foi eleito senador pela legenda em 2018.

– O Partido Social Democrático recebe com enorme pesar a notícia do falecimento do senador Arolde de Oliveira, aos 83 anos, no Rio de Janeiro. Eleito para o Senado em 2018 pelo Rio de Janeiro com 2,3 milhões de votos, Arolde de Oliveira era economista e engenheiro, especialista em telecomunicações. Foi deputado federal por nove mandatos, um democrata que dedicou sua vida à política e à defesa dos interesses dos brasileiros, especialmente dos fluminenses – diz um trecho do comunicado.

Além da direção nacional da legenda, a bancada do PSD no Senado também divulgou nota sobre o falecimento. No comunicado, o grupo manifestou “profunda tristeza” com a notícia e afirmou que o político era um “quadro político de expressão e importância”.

– É com pesar e profunda tristeza que recebemos a notícia do falecimento do senador Arolde de Oliveira, um grande amigo, que cessou de viver. Quadro político de expressão e importância para o nosso partido, parlamentar talentoso, visionário, engenheiro, economista, empresário, pai de família, acima de tudo uma ser humano gentil, que deixa um imenso legado ao Brasil e ao Estado do Rio de Janeiro – afirma a nota.

Arolde deixa esposa, a empresária Yvelise de Oliveira, e uma filha, a diretora artística da gravadora MK Music, Marina de Oliveira.

Leia também1 Igreja do Recreio lamenta morte do senador Arolde de Oliveira
2 RJ decreta luto de três dias após a morte de Arolde de Oliveira
3 Crivella decreta luto no Rio de Janeiro após morte de Arolde
4 Alcolumbre lamenta morte de Arolde e Senado decreta luto
5 Quem era Arolde de Oliveira, que dedicou 38 anos à política

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.