Leia também:
X Cidade em MG investe no ensino diferenciado da matemática

Dino: Robinho pode cumprir no Brasil condenação por estupro

Ministro da Justiça deu declarações durante entrevista à Rádio Bandnews

Pleno.News - 18/01/2023 16h36 | atualizado em 18/01/2023 17h18

Robinho Foto: EFE/ Matteo Bazzi

Nesta quarta-feira (18), o ministro da Justiça, Flávio Dino, afirmou que o jogador Robinho pode cumprir no Brasil a condenação de nove anos de prisão por estupro de uma mulher albanesa, na Itália, em 2013. A declaração ocorreu durante uma entrevista à Rádio Bandnews.

– O exame definitivo compete a questões jurídicas, não são questões políticas. A própria Constituição brasileira proíbe a extradição de cidadãos brasileiros natos. Mas, agora pode, em tese, haver esse cumprimento de pena, mas isso precisa ser examinado e isso efetivamente tramitar – disse Dino.

Segundo o ministro, até o momento o caso ainda não chegou às suas mãos. Ele explicou que o tema inicialmente tramita pelo Ministério da Justiça e pela Secretaria Nacional de Justiça, órgão central de cooperação jurídica de relação internacional, é a responsável pelo processamento.

Ainda de acordo com Dino, a equipe do Ministério da Justiça está empenhada no trabalho envolvendo os atos contra a sede dos Três Poderes, na Esplanada dos Ministérios, ocorridos na última semana. Por isso, ainda não houve tempo da análise do caso após tomar posse.

– Evidentemente, posso afirmar que a minha visão geral é de que crimes, quaisquer que sejam eles, devem ser punidos. Mas a aplicabilidade de um caso completo como esse só pode ser feita depois que houver toda a tramitação – concluiu o ministro.

Dino é advogado. Ele já foi juiz e professor de Direito Constitucional da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Em novembro de 2022, o Brasil negou a extradição do atleta. Robinho completará 39 anos no próximo dia 25.

Apesar de o jogador poder cumprir a pena no Brasil, a possibilidade é dificultada pelo Código Penal. A sentença estrangeira só é aplicada no Brasil em duas situações: a primeira é pela reparação de danos e a segunda, pela homologação para efeitos de tratados. No começo do ano, o Estadão informou que a Justiça da Itália preparava um pedido de extradição do jogador brasileiro.

Robinho não entra em campo por uma partida oficial desde 2020, quando defendia o Istambul Basaksehir, da Turquia. O jogador chegou a ser anunciado pelo Santos, em outubro daquele mesmo ano, mas a contratação foi cancelada após pressão da torcida e de patrocinadores por causa do processo por estupro.

*AE

Leia também1 Lula diz que Bolsonaro é culpado por atos no DF: 'Instigou o ódio'
2 Dino diz que Bolsonaro está na mira de investigadores no Brasil
3 Dino exige retratação após ser chamado de "comunista obeso"
4 Saiba quem é o 1° empresário a se reunir com Lula nesta gestão
5 Comentarista sobre Flávio Dino: "Comunista obeso é uma coisa"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.