Leia também:
X Hackers invadem reunião de Guedes e exibem vídeos pornô

Dimas diz que Brasil teria sido o ‘1º país do mundo a vacinar’

Diretor do Instituto Butantan presta depoimento na CPI da Covid

Pleno.News - 27/05/2021 11h42 | atualizado em 27/05/2021 12h29

Dimas Covas Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid nesta quinta-feira (27), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que, em dezembro no ano passado, quando o mundo iniciava a vacinação contra Covid-19, o Instituto Butantan já tinha 5,5 milhões de doses Coronovac produzidas e 4 milhões em processamento. Ambos os lotes não tinham contrato com o Ministério da Saúde.

Segundo o diretor, se não fossem os “percalços” que o Instituto teve que enfrentar no período, “tanto do ponto de vista do contrato, quanto do ponto de vista também regulatório”, o Brasil poderia ter começado a imunização contra Covid-19 ainda no ano passado.

O diretor do Butantan afirmou que, enquanto a maioria dos países já tinha feito a regulamentação para o uso emergencial das vacinas contra Covid em meados do ano passado, a regulação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) saiu apenas em dezembro de 2020.

De acordo com Covas, se não fossem esses “atrasos”, o Brasil poderia ter sido o primeiro país do mundo a começar a vacinação contra Covid-19. Para Covas, o cenário não se concretizou por uma falta de “agilidade maior de todos esses autores”.

Covas também afirmou que as “idas e vindas” do governo com relação ao tema, apesar de não atrapalharem o quantitativo de vacinas entregues à pasta, continuaram a atrasar o cronograma de entrega dos imunizantes. O contrato final com o governo foi assinado no dia 7 de janeiro deste ano.

*Estadão

 

Leia também1 Randolfe se justifica sobre flagra sem máscara em aeroporto
2 CPI da Pandemia nega pedido para convocação de Carlos Gabas
3 Senadores definem calendário de depoimentos na CPI. Confira!
4 Brasil já tem mais de 20% da população vacinada com 1ª dose
5 Papa faz piada com brasileiros: "Muita cachaça e pouca oração"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.