Leia também:
X Allan expõe finanças na CPMI e “cala a boca” da esquerda

Dilma é acordada pela polícia para depor na Lava Jato

Intimação foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal

Rafael Ramos - 05/11/2019 16h05 | atualizado em 05/11/2019 19h01

Dilma foi intimada pela Polícia Federal Foto: Reprodução

Assim como os senadores Eduardo Braga e Renan Calheiros, do MDB, a ex-presidente Dilma Rousseff também foi intimada a prestar esclarecimentos sobre supostos repasses de propina da JBS. Ela foi acordada pela Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (5), em sua casa em Porto Alegre.

Sem dar mais explicações, o delegado apresentou o documento, que foi assinado por Dilma. A intenção dos investigadores é ouvir a ex-presidente, senadores e ex-senadores ainda hoje.

As investigações tiveram origem na delação de executivos da J&F, controladora da JBS. Os pedidos foram feitos pela Procuradoria-Geral da República, com autorização do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin. A operação corre em sigilo por determinação do Supremo.

Leia também1 Allan expõe finanças na CPMI e "cala a boca" da esquerda
2 Alexandre Garcia chama CPMI de "inútil" e antidemocrática
3 Governo quer reduzir número de cidades no Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.