Leia também:
X SP: Rodrigo Maia pede demissão após Garcia apoiar Bolsonaro

Dias Toffoli é empossado ministro substituto do TSE

Ministro integra a Corte Eleitoral pela segunda vez

Pleno.News - 05/10/2022 10h47 | atualizado em 05/10/2022 11h17

Ministros Alexandre de Moraes e Dias Toffoli Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE

Nesta terça-feira (4), o ministro Dias Toffoli foi empossado no cargo de integrante substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele assumirá uma das vagas destinadas a membros do Supremo Tribunal Federal (STF) na Corte Eleitoral, que foi aberta com a posse da ministra Cármen Lúcia como titular da Casa. As informações são do TSE.

Durante a solenidade, o presidente do Tribunal, ministro Alexandre de Moraes, ressaltou a “satisfação” por ter, pela segunda vez na Justiça Eleitoral, a presença de um colega e magistrado que já integrou a Corte. Toffoli já atuou, inclusive, na Presidência do TSE nas Eleições Gerais de 2014.

– Queria dizer da minha alegria do retorno do ministro Toffoli ao TSE. Tenho certeza e convicção de que o regresso dele vem em ótima hora. No momento em que ocorrem as Eleições Gerais, o ministro vai poder contribuir com sua experiência. É sabido da sua paixão pela Justiça Eleitoral, e quem ganha é o Tribunal, especialmente esta Presidência, que pode contar com a contribuição de três ex-presidentes desta Corte – declarou Moraes.

O TSE é composto por, no mínimo, sete ministros, dos quais três são originários do STF, dois do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e dois juristas (advogados com notável saber jurídico e idoneidade). Há, ainda, igual número de ministros substitutos nas respectivas categorias.

Atualmente, compõem o TSE, nas vagas destinadas ao STF, os ministros Alexandre de Moraes (presidente), Ricardo Lewandowski (vice-presidente) e Cármen Lúcia, nos cargos efetivos. Os ministros Nunes Marques e André Mendonça ocupam duas vagas de substitutos.

TOFFOLI
José Antônio Dias Toffoli atuou como ministro do TSE entre 2009 e 2014. Nascido em Marília (SP), tem 54 anos e se formou em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), em 1990. Fez especialização em Direito Eleitoral e lecionou por dez anos a disciplina de Direito Constitucional e de Família. Ele assumiu a Advocacia-Geral da União (AGU) no dia 12 de março de 2007, após ter atuado na subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil, de 2003 a 2005. Tomou posse no STF no dia 23 de outubro de 2009.

Leia também1 Michel Temer diz ter sido quase intimado a se candidatar
2 Campanha de Lula pede ao TSE remoção de vídeo de satanista
3 Fake News: Bolsonaro não fez tuíte exaltando a maçonaria
4 Frota anuncia desfiliação do PSDB e declara voto em Lula
5 Senado já tem 16 assinaturas para CPI das Pesquisas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.