CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Bolsonaro lamenta morte de policial rodoviário atropelado

“Desrespeito não é tolerável”, diz promotora sobre Porta

Parecer do Ministério Público do Rio de Janeiro critica o ataque à fé cristã

Camille Dornelles - 10/01/2020 11h02 | atualizado em 10/01/2020 11h58

Cena do especial de Natal do Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo Foto: Reprodução

A polêmica referente ao Especial de Natal do Porta dos Fundos continua. A promotora Bárbara Salomão Spier, do Ministério Público do Rio de Janeiro, emitiu um parecer no qual critica a produção e afirma que ela deveria ser censurada pela Justiça.

– Fazer troça aos fundamentos da fé cristã, tão cara a grande parte da população brasileira, às vésperas de uma das principais datas do Cristianismo, não se sustenta ao argumento da liberdade de expressão – argumenta.

Para a promotora, o desrespeito com a fé do público “flagrante” e isso não deveria ser tolerado.

– Eis que ultrapassam os limites admissíveis à liberdade de expressão artística. O que é sagrado para um, pode não ser sagrado para o outro, e o respeito deve, portanto, imperar – declarou.

A crítica da promotora veio frente à liberação da exibição pelo ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, depois que o desembargador Benedicto Abicair, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, censurou o filme.

Leia também1 Youtuber iraniano critica filme do Porta dos Fundos
2 Carlos Vereza critica Toffoli por decidir a favor do Porta
3 Toffoli derruba decisão contra Porta dos Fundos e Netflix
4 Gentili critica Rosário após ela defender o Porta dos Fundos
5 Netflix tenta impedir remoção do filme do Porta dos Fundos


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo