Leia também:
X Mauricio de Sousa se candidata à Academia Brasileira de Letras

Deputados vão à PGR após Lula e Padilha agirem contra CPMI

"Não vamos permitir que um 'mensalão 2.0' aconteça", afirmou o deputado André Fernandes

Priscilla Brito - 16/03/2023 12h16 | atualizado em 17/03/2023 08h14

 André Fernandes (PL-CE), Nikolas Ferreira (PL-MG) e Filipe Barros (PL-PR) vão à PGR após Lula e Padilha agirem contra CPMI
Deputados: Filipe Barros (PL-PR), André Fernandes (PL-CE) e Nikolas Ferreira (PL-MG) Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados e Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

O autor do pedido de Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) referente aos atos do 8 de janeiro, deputado federal André Fernandes (PL-CE), juntamente com os deputados federais Nikolas Ferreira (PL-MG) e Filipe Barros (PL-PR), acionaram a Procuradoria-Geral da República (PGR) com uma notícia-crime contra o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

De acordo com o deputado André Fernandes, o motivo da ação seria um suposto crime de responsabilidade e atos de improbidade administrativa ao tentar “comprar, com o orçamento secreto, deputados para retirar assinaturas do requerimento da CPMI”.

– Não vamos permitir que um “mensalão 2.0” aconteça – pontuou o autor do pedido da CPMI.

Nesta quarta-feira (15), Fernandes justificou que o chefe do Executivo e o ministro das Relações Institucionais “estavam perseguindo os parlamentares para que estes retirassem as assinaturas favoráveis à abertura da comissão; caso contrário, seriam preteridos na indicação de cargos, além de não receberem o pagamento das emendas individuais, conforme amplamente narrado no noticiário brasileiro”.

O parlamentar solicita que a PGR averigue a conduta de Lula e Alexandre com o objetivo de que sejam “exemplarmente responsabilizados”.

Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha
Alexandre Padilha ao lado de Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Ricardo Stuckert/PR

Leia também1 Deputados querem que Dino vá à Câmara explicar ida à favela
2 Acusado de ser fantasma, sócio de Juscelino Filho é exonerado
3 Nikolas Ferreira recebe ex-trans e pede apoio da esquerda
4 Aliado de Lira, Jhonatan de Jesus é empossado ministro do TCU
5 Nos EUA, Bolsonaro aponta possibilidade de ficar inelegível

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.