Leia também:
X Bolsonaro: ‘Minha filha não vai se vacinar, vou deixar bem claro’

Deputados querem “barrar” ato da Anvisa sobre vacinar crianças

Parlamentares apresentaram decreto legislativo pedindo a suspensão da decisão que liberou a imunização de crianças contra a Covid-19

Henrique Gimenes - 27/12/2021 19h53 | atualizado em 28/12/2021 10h56

Bia Kicis defendeu abertura de diálogo sobre a reforma administrativa na CCJ
Deputada Bia Kicis Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar a vacinação contra a Covid-19 de crianças entre 5 e 11 anos de idade, um grupo de deputados federais tenta barrar a medida. O grupo apresentou um decreto legislativo para suspender a decisão da Anvisa e impedir a imunização infantil.

A vacina que será aplicada em crianças será diferente da utilizada em adultos e adolescentes. De acordo com a Anvisa, menores de 12 anos deverão receber doses com apenas um terço da quantidade aplicada no restante do público. Para isso, a Pfizer deverá produzir frascos diferentes para diferenciar os grupos, sendo usada a cor laranja para crianças e a roxa para adolescentes e adultos.

O decreto legislativo foi apresentado pelos deputados Bia Kicis (PSL-DF), Chris Tonietto (PSL-RJ), Diego Garcia (Podemos-PR), general Girão (PSL-RN), Junio Amaral (PSL-MG) e Dr. Luiz Ovando (PSL-MS).

A ideia do texto é suspender a resolução da Anvisa que liberou os imunizantes para crianças entre 5 e 11 anos de idade. Para os parlamentares, “crianças e adolescentes apresentam menos sintomas de infecção e são menos propensos, quando comparadas aos adultos, a chegar em um estado grave de covid-19”.

Além disso, o grupo apontou que “é possível encontrar publicamente notícias recentes que demonstram a preocupação da Organização Mundial da Saúde sobre a vacinação em crianças”.

De acordo com o Ministério da Saúde, a entrega das vacinas que serão utilizadas em crianças deve ocorrer em janeiro. Já a análise do decreto pode ocorrer em fevereiro, no retorno do Legislativo.

Leia também1 Bolsonaro: 'Minha filha não vai se vacinar, vou deixar bem claro'
2 Médico pede que Sociedade de Cardiologia expulse Queiroga
3 STF envia pedido de investigação contra Bolsonaro à PGR
4 Noronha: Pousada é interditada após donos recusarem vacina
5 Músico diz que está com Covid: 'Feliz que estou vacinado'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.