Leia também:
X Temer diz que exercer a Presidência é “dificílimo”

Deputado Takayama impede doação para a Palestina

Parlamentar recebeu os parabéns da comunidade judaica pela atitude

Gabriel Gontijo - 29/03/2018 16h42 | atualizado em 04/10/2018 18h27

O deputado Hidekazu Takayama Foto: Câmara dos Deputados/Ananda Borges

O deputado federal e líder da Frente Parlamentar Evangélica, Pastor Takayama (PSC-PR), foi congratulado pela comunidade judaica por impedir a doação de R$ 792 mil para igreja na Palestina, Oriente Médio.

O valor seria doado para a reforma da igreja da Natividade, em Belém, Israel, mas não foi concretizado por causa uma ação popular impetrada na 7ª Vara de Justiça Federal de Brasília, fazendo com que a doação fosse suspensa.

O governo recorreu e o Congresso retomou o processo para a autorizar novamente a entrega do valor, criando uma Comissão Mista para apreciar a Medida Provisória, que foi criada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), durante exercício da presidência, já que Michel Temer estava em viagem oficial para fora do país.

Na reunião ocorrida na tarde desta terça-feira (27), o deputado Takayama impediu a aprovação ao pedir vistas do relatório.

A atitude do parlamentar foi vista de forma positiva pela Associação Sionista Brasil Israel (ASBI). A entidade divulgou em nota que continuará “de olhos em tudo que servir para defender e proteger o Brasil e Israel e os brasileiros e os israelenses. E o mínimo que se espera de um servidor público no exercício do seu mandato, é que não faça cortesia com o chapéu alheio”.

Sobre o pedido de vista, o deputado Takayama disse, em vídeo, que soube que boa parte do que é doado para a Palestina tem como finalidade financiar o terrorismo. O parlamentar também argumentou que a Basílica da Natividade foi concluída no ano passado.

Leia também1 Líder da bancada evangélica questiona doação à Palestina
2 Rodrigo Maia autoriza doação de R$ 792 mil para a Palestina

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.