Leia também:
X Senado aprova projeto sobre compra de vacinas por empresas

Deputado petista apresenta PL para proibir uso de arma de fogo

Proposta de Nilto Tatto também visa promover o fechamento de clubes de tiro

Ana Luiza Menezes - 24/02/2021 21h59 | atualizado em 25/02/2021 10h50

Deputado Nilto Tatto Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado federal Nilto Tatto (PT-SP) apresentou um projeto de lei (PL 481/2021), que visa proibir o uso de arma de fogo por colecionadores, atiradores e caçadores (CACs), além de promover o fechamento de clubes de tiro.

A proposta do parlamentar petista ainda aguarda despacho do presidente da Câmara dos Deputados. Clique aqui para ver o PL.

A iniciativa vai contra uma das principais promessas do presidente Jair Bolsonaro. O governo federal tem promovido mudanças e editado decretos para flexibilizar o uso e a compra de armas.

No último dia 12, o governo alterou quatro decretos de 2019 que regulam a aquisição de armamento e munição por agentes de segurança, grupos de colecionadores, atiradores e caçadores. As mudanças flexibilizaram limites para compra e estoque de armas e cartuchos. Entre as alterações estavam o aumento, de quatro para seis, do número máximo de armas de uso permitido a pessoas com Certificado de Registro de Arma de Fogo; e a possibilidade de substituir o laudo de capacidade técnica (exigido pela legislação para colecionadores, atiradores e caçadores) por um “atestado de habitualidade”, emitido por clubes ou entidades de tiro. Outra mudança foi a permissão para que atiradores e caçadores registrados comprem até 60 e 30 armas, respectivamente, sem a necessidade de autorização expressa do Exército.

Leia também1 Bolsonaro entrega 'privatização dos Correios' à Câmara
2 Bolsonaro sanciona lei que estabelece a autonomia do BC
3 João Roma toma posse como novo ministro da Cidadania
4 Saiba quanto tempo falta para ministros do STF se aposentarem
5 PGR denuncia Eduardo Cunha e Arlindo Chinaglia por corrupção

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.