Leia também:
X Menor acusado de homicídio se entrega com Bíblia nas mãos

Deputado ofende Bolsonaro após comissão vetar voto auditável

Paulinho da Força comemorou derrota do relatório sobre a medida na comissão especial da Câmara

Paulo Moura - 06/08/2021 11h18 | atualizado em 06/08/2021 11h36

Paulinho da Força Foto: Reprodução

Conhecido apoiador dos governos petistas ao longo dos 14 anos em que o partido de esquerda esteve no poder, o presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força (SP), usou de linguagem chula para ofender o presidente Jair Bolsonaro, após a PEC do voto impresso auditável ser reprovada, na quinta-feira (5), pela comissão especial da Câmara que analisa o assunto.

No grupo de trabalho dos integrantes da comissão no WhatsApp, Paulinho escreveu, às 20h55, a mensagem: “Chupa, Bolsonaro”. O texto foi enviado pouco tempo depois de os deputados reprovarem, por 23 votos a 11, o parecer do deputado Filipe Barros (PSL-PR).

Minutos depois da publicação, a mensagem foi criticada por outros parlamentares que estavam no grupo, alguns mais alinhados ao governo. A deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF), por exemplo, escreveu às 20h59: “Chupa o quê? Sinceramente, vamos manter a compostura!”.

Print da mensagem de Paulinho da Força Foto: Reprodução

Além disso, após a mensagem de Paulinho, um print da tela mostrou que alguns contatos que estavam no grupo de WhatsApp decidiram abandoná-lo, entre eles o deputado federal Geninho Zuliani (DEM-SP). Um outro número, com o código do Distrito Federal, também deixou o grupo, mas não foi identificado se trata-se de um político ou de algum assessor parlamentar.

Leia também1 Morte de investidor em bitcoins pode ser queima de arquivo
2 Mulher em coma há 21 anos não é bebê desaparecida, diz polícia
3 Chile confirma terceira dose para vacinados com CoronaVac
4 Fundo Partidário cresceu 5 vezes mais que a inflação em 20 anos
5 Internações por Covid-19 em UTIs caem 38% em três semanas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.