Leia também:
X Rafa Kalimann diz que “Deus não está acima de todos”

Deputado Jerônimo Goergen quer CPI da propaganda eleitoral

Parlamentar já iniciou coleta de assinaturas para instaurar comissão

Pleno.News - 26/10/2022 16h09 | atualizado em 26/10/2022 16h59

Deputado Jerônimo Goergen Foto: Reprodução/TV Câmara

Nesta terça-feira (25), a campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) apresentou um relatório afirmando que rádios do país deixaram de veicular cerca de 154 mil inserções do chefe do Executivo, que é candidato à reeleição. Somente no Nordeste, seriam 29 mil propagandas a menos que Lula (PT).

No Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (26) foi publicada a exoneração do funcionário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) responsável pela área. Trata-se de Alexandre Gomes Machado, que coordenava o recebimento das peças publicitárias e a divulgação no sistema do TSE, de onde as emissoras baixam os conteúdos.

Por meio das redes sociais, o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS) revelou que quer a CPI da Propaganda Eleitoral.

– CPI da propaganda eleitoral já! Já havia me manifestado sobre a extrema gravidade do “sumiço” da propaganda eleitoral do candidato Jair Bolsonaro das rádios do Nordeste. A denúncia apresentada pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, dá conta da retirada de 154 mil inserções! Aos poucos vão aparecendo novas e estarrecedoras revelações. Estou propondo a criação de uma CPI para investigar esse caso que pode ter provocado prejuízo direto a um dos lados da disputa – escreveu o parlamentar, no Instagram.

Segundo informações do site O Antagonista, Goergen já começou a coletar assinaturas para instaurar a CPI.

Leia também1 Servidor exonerado do TSE diz que foi à PF por temer violência
2 Inserções: Web reage e levanta #RadiolaoDoPT
3 Bolsonaro afirma que TSE e PT devem "explicações" sobre rádios
4 TSE se exime da culpa e diz que não é responsável por inserções
5 Servidor do TSE afirma que foi exonerado após comunicar falha

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.