Leia também:
X Pesquisas SP: Diferença entre Tarcísio e Haddad cai 5 pontos

Deputado Douglas Garcia e Vera Magalhães discutem após debate

Parlamentar e jornalista falaram em assinar Boletim de Ocorrência

Pleno.News - 14/09/2022 11h29 | atualizado em 14/09/2022 19h23

Deputado Douglas Garcia e Vera Magalhães discutem após debate Foto: Reprodução / Twitter

A jornalista Vera Magalhães afirma ter sido hostilizada pelo deputado estadual paulista Douglas Garcia (Republicanos) durante o debate para o governo de São Paulo na noite desta terça-feira (13).

Na ocasião, o parlamentar disse que a comunicadora é uma “vergonha para o jornalismo brasileiro”, e que ela assinou um contrato de R$ 500 mil com a Fundação Padre Anchieta (FPA), administradora da TV Cultura. Vera, por sua vez, nega, relatando que o valor é de cerca de R$ 200 mil.

– Não tenho medo de homem que ameaça e intimida mulher. Um país que condescende com esse tipo de ameaça à imprensa não é uma democracia plena. Basta! – escreveu Vera Magalhães, no Twitter.

A jornalista contou que saiu escoltada por seguranças do Memorial da América Latina, local onde aconteceu o debate, e adicionou que irá registrar um boletim de ocorrência por “ameaça”. O deputado, por sua vez, contou que também registrou boletim de ocorrência, dizendo que está lidando com uma classe jornalística militante.

– O que existe nas redações hoje é uma verdadeira redação do ódio, que ataca todos aqueles que são conservadores. E é por isso que eu tive que questionar, utilizar os meus poderes enquanto deputado de maneira formal, e, aproveitando-me da situação que encontrei a senhora Vera Magalhães, perguntar presencialmente também – afirmou Garcia.

Na discussão, o deputado e a jornalista foram separados por um segurança. Douglas Garcia continuou repetindo críticas a Vera Magalhães até ter o telefone celular, com que ele gravava a discussão, tomado pelo diretor de redação da TV Cultura, Leão Serva, que lançou o aparelho para longe e xingou o parlamentar. No momento, a jornalista também gravava o deputado.

Pelas redes sociais, o candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), manifestou repúdio ao ato do deputado estadual, que classificou como “agressão”.

– Lamento profundamente e repudio veementemente a agressão sofrida pela jornalista Vera Magalhães enquanto exercia sua função de jornalista durante o debate de hoje. Essa é uma atitude incompatível com a democracia e não condiz com o que defendemos em relação ao trabalho da imprensa – escreveu.

Segundo Vera, ele também telefonou para manifestar solidariedade.

*Com informações da AE

Leia também1 Juíza manda retirar outdoor com Deus, pátria, família: "Fascismo"
2 Sede do PT em SP é alvo de ação de despejo por dívidas de aluguel
3 Pesquisa Quaest: Lula tem 42% contra 34% de Bolsonaro
4 TSE confirma decisão de retirar vídeos em que Lula pediu votos
5 Com ida de Bolsonaro a Londres, Pacheco assumirá a Presidência

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.