Leia também:
X Anvisa recomenda quarentena para Jair Bolsonaro e comitiva

Deputado do PSOL quer punir Bolsonaro por discurso na ONU

David Miranda acionou a PGR e apontou "falsidades e ilegalidades" nas falas do presidente

Thamirys Andrade - 22/09/2021 10h01 | atualizado em 22/09/2021 10h12

Deputado federal David Miranda Foto: Agência Câmara/Michel Jesus

O deputado federal David Miranda enviou, nesta terça-feira (21), uma representação contra o presidente Jair Bolsonaro à Procuradoria-Geral da República (PGR) em razão do discurso feito pelo chefe do Executivo na abertura da Assembleia Geral da ONU.

O parlamentar afirma que as declarações do presidente estavam “revestidas de falsidades e ilegalidades” no que diz respeito a temas como corrupção, meio ambiente, tratamento precoce e as manifestações do 7 de setembro.

No requerimento, o deputado questiona a fala do presidente de que “estamos há 2 anos e 8 meses sem qualquer caso concreto de corrupção”, citando as suspeitas de irregularidades no caso da vacina Covaxin, que estão sendo apuradas pela CPI da Covid.

Ele também aponta “desmatamento descontrolado nos biomas brasileiros, em especial na Amazônia” e a incidência de queimadas.

Miranda, que é companheiro do jornalista Glenn Greenwald e sucessor de Jean Wyllys na Câmara, sustenta que houve ofensa a princípios constitucionais e solicita providências administrativas, civis e penais contra o presidente.

Leia também1 Ministro Marcelo Queiroga testa positivo para Covid-19
2 Anvisa recomenda quarentena para Jair Bolsonaro e comitiva
3 STF: Estados podem vacinar adolescentes sem aval da Saúde
4 Alexandre de Moraes decide manter prisão de Zé Trovão
5 "Não sou candidato a mito ou a salvador da pátria", diz Leite

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.