Leia também:
X Injustamente, jovem indígena é exposta como falsa cotista

Deputado denuncia Moraes na Corte Interamericana

Gil Diniz afirmou que inquérito das fake news tem "vício de origem"

Paulo Moura - 05/06/2020 14h40

Gil Diniz e Alexandre de Moraes Foto: Reprodução

O deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP) apresentou uma denúncia na Corte Interamericana de Direitos Humanos contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em razão do inquérito conduzido pelo membro da Suprema Corte sobre a produção de notícias falsas.

Em nota publicada nas redes sociais, o parlamentar afirmou que o investigação é ilegal e abusiva e que possui “vício de origem”, já que traz Moraes como vítima, investigador e julgador.

– O próprio prejudicado pretende conduzir a investigação e o julgamento dos fatos, algo que não existe em lugar algum do mundo! Vale ressaltar que o STF não detêm poder acusatório, sendo que no Brasil isso deve ser feito pelo Ministério Público e, em última instância, pela Procuradoria Geral da República – destacou Gil.

O parlamentar lembrou que o pedido de arquivamento do inquérito já havia sido feito pela Procuradoria Geral da República (PGR), mas foi negado pelo próprio STF. Diniz afirmou que acionou a Corte Interamericana após ter esgotado todas as instâncias brasileiras.

– Nós acionamos a Corte Interamericana porque esgotamos todas as instâncias judiciais brasileiras. A nossa denúncia vem demonstrar junto a Corte Interamericana e ao OEA que o ministro do STF, Alexandre de Moraes, abusa do cargo e das funções que exerce, de forma reiterada e sistemática, cometendo inúmeras ilegalidades – disse.

Gil Diniz finalizou a nota dizendo que o STF tem atuado como um “tribunal policialesco” e que a Corte não tem respeito pela Constituição Federal.

– Estamos diante da clara tentativa de formação de um tribunal policialesco e desposta, que não tem o menor respeito pela Constituição, e quer calar vozes discordantes. Não poderão nos calar! – completou.

Leia também1 Zambelli se nega a falar na PF e cita 'perseguição ao governo'
2 Bolsonaro: Antifas são "idiotas que não servem para nada"
3 MPF conclui que Adélio agiu sozinho e pede arquivamento
4 Justiça nega habeas corpus preventivo de Wilson Witzel
5 Sara Winter consegue ter seu depoimento à PF adiado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.