Leia também:
X Deputado pede de novo a ida da Globo na CPI das Fake News

Deputada federal pede rigor com sites de esquerda

Parlamentar classificou a CPI das fake news de "censura"

Pedro Ramos - 05/11/2019 16h53 | atualizado em 05/11/2019 16h59

Deputada federal Caroline De Toni Foto: Reprodução

A deputada federal Caroline De Toni (PSL-SC) disse, em suas redes sociais, nesta terça-feira (5), que a CPI das fake news deve ter “rigor” com os sites de esquerda.

A CPI da Censura abriu o precedente de quebra de sigilo telefônico, bancário e fiscal do Allan Santos e da empresa Terça Livre. O mesmo rigor tem que ser dado aos sites de esquerda que foram financiados com recursos públicos, defendiam o PT e atacavam seus adversários – disse a parlamentar.

Caroline De Toni, em outra publicação, chamou o momento de “CPI da Censura” e afirmou que não pode “permitir a censura das redes sociais, a censura da imprensa e um 3º turno presidencial”.

Quando é de esquerda, é influenciador digital. Quando é de direita, é miliciano digital. Hoje, com o Allan Santos, a CPI da Censura mostrou o quanto são ridículas essas insinuações. É natural que várias pessoas reclamem de determinado assunto que é destaque no dia – afirmou a deputada federal.

Leia também1 Deputado pede de novo a ida da Globo na CPI das Fake News
2 Allan expõe finanças na CPMI e "cala a boca" da esquerda
3 Alexandre Garcia chama CPMI de "inútil" e antidemocrática

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.