Deltan rebate críticas de Lula: ‘Sem amparo na realidade’

Procurador rebateu afirmações do petista sobre prisão ter sido provocada por questões políticas

Pleno.News - 18/10/2019 18h05

O procurador Deltan Dallagnol Foto: ALEP/Pedro de Oliveira

O procurador da República, Deltan Dallagnol, comentou acusações feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista afirmou que foi condenado por razões políticas.

Em entrevista à IstoÉ, Deltan, que é também coordenador da Operação Lava Jato, negou perseguição ao Partido dos Trabalhadores (PT).

– O ex-presidente é um dentre 150 condenados e 466 acusados na Lava Jato. Foram atingidas mais de uma dezena de siglas partidárias. Políticos de diferentes partidos foram presos – falou.

Dallagnol relembrou ainda a razão das investigações contra Lula, rebatendo uma suposta perseguição por sua parte ou de Sergio Moro, atual ministro a Justiça e ex-juiz da Lava Jato.

– O fato é que ele responde a outros sete processos, em diferentes estados, onde atuam agentes públicos independentes. Ou seja, também não se trata de um procurador e de um juiz. Dizer que dezenas de procuradores e julgadores de diferentes lugares e instâncias formaram um conluio para condenar inocentes é produzir uma teoria da conspiração sem amparo na realidade – declarou.

LEIA TAMBÉM+ Lula quer ser a "Fernanda Montenegro" de Ciro Gomes
+ 2022: Pesquisa Veja revela que Lula perderia para Bolsonaro
+ PSL suspende cinco deputados federais ligados a Bolsonaro


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo