Leia também:
X Delegado sobre homicídio de Anderson: “Bárbaro, covarde”

Celular de Anderson não foi para casa de Arolde, diz polícia

Allan Duarte disse que a Polícia Civil fez checagem exaustiva sobre o fato

Paulo Moura - 24/08/2020 13h56 | atualizado em 25/08/2020 18h23

Senador Arolde de Oliveira Foto: Agência Senado/Marcos Oliveira

Em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (24), sobre a investigação da morte do pastor Anderson do Carmo, o delegado Allan Duarte, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, esclareceu alguns pontos levantados pela polícia, entre eles, o fato de que o celular de Anderson jamais esteve na casa do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ).

– Este celular em momento algum esteve na casa de Arolde de Oliveira ou em Brasília, como anteriormente dito. Foi exaustivamente checado isso e nós chegamos a essa conclusão. Nos autos também, o promotor de justiça e a magistrada terão acesso a essa informação – disse.

Coletiva fala sobre indiciamento de Flordelis Foto: Agência O Globo/Diego Amorim

Allan também relatou que a informação não foi repassada formalmente pela Polícia Civil, mas que foi apenas uma notícia veiculada pela imprensa. O delegado fez questão de destacar que o aparelho ficou exclusivamente em poder da família até 10 dias depois do crime, e após isso foi descartado.

– O que eu posso dizer para vocês é que, ao final das investigações, esse celular nunca esteve na casa do Arolde de Oliveira ou da Yvelise. Esse celular ficou em poder da família até o dia 26, dez dias depois da crime, e nós temos provas disso. Depois, foi simplesmente descartado – completou.

A acusação sobre a suposta presença do telefone na casa do senador fez com que a esposa dele, a empresária Yvelise de Oliveira, fosse inclusive convocada para prestar depoimento sobre o fato. Na época em que a notícia foi divulgada, Arolde esclareceu ao Pleno.News que Yvelise apenas enviou mensagens para Flordelis e que a parlamentar retornou com uma ligação feita por meio do celular de Anderson.

Leia também1 Delegado sobre homicídio de Anderson: "Bárbaro, covarde"
2 Maia diz que MP não pediu prisão de Flordelis à Câmara
3 Flordelis comprou a arma do crime, dizem MP e Polícia
4 PSD vai suspender Flordelis do partido e prepara expulsão
5 Filhos de Flordelis fazem culto ao chegarem na delegacia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.