Leia também:
X STF: Mayra Pinheiro quer revisão do seu pedido de silêncio na CPI

De Barcelona, Jean Wyllys deixa o PSOL e anuncia filiação ao PT

Ex-deputado pretende fortalecer candidatura de Lula

Pierre Borges - 21/05/2021 17h52 | atualizado em 21/05/2021 18h33

Jean pretende atuar “nos bastidores” da política Foto: Reprodução/TV Globo

Após abandonar o mandato como deputado federal e ficar mais de dois anos afastado da vida política, Jean Wyllys decidiu voltar à cena anunciando sua saída do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) e sua migração para o PT (Partido dos Trabalhadores).

Marcada para a próxima segunda-feira (24), a cerimônia online de filiação contará com a participação dos ex-presidentes Lula e Dilma, da deputada federal Gleisi Hoffmann e de outros.

– As pesquisas mostram que Lula é o único capaz de tirar Bolsonaro do poder. Decidi me filiar ao partido para fortalecer ainda mais sua candidatura. Agora é hora formar uma frente democrática, e não fragmentá-la – disse o ex-BBB em entrevista à Veja.

A decisão de Jean foi comunicada ao presidente da legenda após o partido divulgar a pré-candidatura à presidência do deputado federal Glauber Braga. Segundo ele, Glauber, Ciro Gomes e Flávio Dino não têm chances de derrotar Bolsonaro em 2022.

– Quando decidi me candidatar em 2010, o PSOL era o partido do Rio de Janeiro com o qual mais me identificava, mas, com o tempo, essa relação foi se desgastando. Não acredito que esse seja o momento de brincar, lançando um pré-candidato que pode não ter condições de enfrentar Bolsonaro – declarou Wyllys.

O ex-deputado federal afirmou que não pretende voltar a se candidatar e que não tem interesse em ser nomeado para nenhum cargo do governo; entretanto, pretende atuar “nos bastidores” da política.

Leia também1 8 estados têm sinais de alta nos casos de síndrome respiratória
2 STF: Mayra Pinheiro quer revisão do seu pedido de silêncio na CPI
3 Chefe de facção do Jacarezinho, 'Sandra Sapatão' é presa no RJ
4 #ForaCandil: Quem é o diretor da JP que teria "blindado" Doria
5 PCdoB quer investigar Bolsonaro por 'propaganda negativa' no MA

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.