Leia também:
X Senado pode liberar compra de vacinas por estados e empresas

Daniel Silveira teria gravado conversas com Bolsonaro e Maia

Revelação é do deputado Felício Laterça, do PSL, mesmo partido de Silveira

Pleno.News - 22/02/2021 21h40 | atualizado em 23/02/2021 12h02

Deputado Daniel Silveira Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O deputado Felício Laterça (PSL-RJ) afirmou que seu colega Daniel Silveira (PSL-RJ) gravou clandestinamente conversas reservadas com autoridades, como o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ).

– Ele era um gravador ambulante – disse Laterça ao Estadão nesta segunda-feira (22). Segundo o parlamentar, Silveira também o procurou para “facilitar a vida de empresas” e “ganhar dinheiro na boa”, em atos de corrupção.

Na madrugada deste domingo, Laterça divulgou um vídeo em suas redes sociais em que faz acusações contra Silveira. Ele afirma que o próprio colega de partido revelou, numa conversa a sós, que tinha o costume de gravar pessoas secretamente, inclusive o presidente, num ato considerado “intolerável” no meio político de Brasília.

– Ele me revelou que tinha feito algumas gravações. Ele tinha esse mau hábito. Ele acabou gravando conversa de parlamentares dentro do ambiente da Câmara, se valendo disso para se autopromover. Ele disse para mim que também havia gravado o presidente da República – relatou Laterça, que é delegado licenciado da Polícia Federal (PF).

Laterça disse que as gravações secretas e a “proposta” de Silveira ocorreram em 2019. O deputado disse não saber detalhes como em que local Silveira gravou Bolsonaro. Afirmou, ainda, que não chegou a ouvir os áudios. Segundo Laterça, Silveira justificou que era uma forma de manter registro das conversas.

– Pelo jeito de ele agir, ele gravava os deputados. Disse que gravou conversa com o deputado Rodrigo Maia e outros deputados da base. Ele gravava as pessoas com as quais tinha divergência; começava a puxar assunto para ter algo em troca, acredito eu – observou.

Laterça disse que Silveira sugeriu que procurassem empresas em busca de vantagens e que usassem emendas parlamentares para “devolver grana”.

– Quando ele me fez a oferta, de repente estava me gravando para saber qual era a minha posição. Ele veio (dizendo:) “Rapaz, isso aqui tem como a gente ganhar dinheiro, mas ganhar dinheiro na boa”. Eu falei: “Como ganhar dinheiro na boa?” (Ele disse:) “Não, procurar umas empresas…” – contou o parlamentar.

Laterça afirmou ter rechaçado as abordagens de Daniel Silveira. De acordo com ele, o colega estava procurando facilidades para empresas, mas não chegou a citar quais.

O deputado diz que não tinha mais convivência com Silveira desde o fim daquele ano, quando a bancada eleita na onda Bolsonaro rachou. Os deputados fazem parte de alas divergentes no PSL desde então. Silveira é da bancada mais pró-Bolsonaro, enquanto Laterça possui trânsito na cúpula da legenda, com o presidente Luciano Bivar (PSL-PE). Ele é integrante da Executiva Nacional.

*Estadão

Leia também1 Moraes afirma que prisão de Daniel Silveira foi um 'marco'
2 Ação que pede prisão de Ciro e Freixo é encaminhada a Moraes
3 Van Hattem rebate Amôedo sobre a prisão de Daniel Silveira
4 Defesa recua com habeas corpus de Silveira e muda estratégia
5 Conselho de Ética avaliará caso de Flordelis nesta terça

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.