Leia também:
X Bolsonaro cancela viagem a Davos, diz porta-voz

Damares aprova remoção do especial do Porta dos Fundos

Para a ministra, decisão da Justiça foi "bela e oportuna"

Henrique Gimenes - 08/01/2020 21h08 | atualizado em 09/01/2020 07h38

Ministra Damares Alves Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

Após a decisão da Justiça do Rio de Janeiro contra a Netflix e o especial de Natal do Porta dos Fundos, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, utilizou suas redes sociais para celebrar a decisão de remover a obra da plataforma de streaming.

Em sua conta do Instagram, Damares chamou a medida de “bela”.

– Bela e oportuna decisão! Agora que sejam condenados à indenização por danos coletivos. Eles causaram dor a muita gente e afrontaram milhões de brasileiros – escreveu.

A determinação foi do desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). Para o magistrado, a remoção de “A Primeira Tentação de Cristo” do catálogo da Netflix irá “acalmar ânimos”.

O especial de Natal traz a sugestão de uma relação homossexual entre Jesus e Satanás e põe Deus, Maria e José como um triângulo amoroso. O vídeo foi lançado no dia 3 de dezembro na Netflix.

Leia também1 Justiça manda retirar especial do Porta dos Fundos do ar
2 Vice-premiê polonês quer tirar "filme blasfemo" da Netflix
3 Netflix perde 10% dos clientes brasileiros e se preocupa

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.