Leia também:
X Três pessoas são baleadas em tiroteio no Centro do RJ

Damares: ‘Abstinência é usado para desqualificar a proposta’

Ministra afirmou que a ideia do governo é transmitir informação ao jovem

Henrique Gimenes - 24/01/2020 17h31 | atualizado em 24/01/2020 17h44

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos , Damares Alves Foto: Agência Brasil/José Cruz

Nesta sexta-feira (24), a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, falou sobre a nova campanha do governo para prevenir a gravidez na adolescência. Em sua conta do Twitter, ela disse que os críticos do programa usam o “termo abstinência” para “desqualificar a proposta”.

Ela comentou uma entrevista que deu à Rádio Gaúcha na manhã desta sexta para tratar do assunto.

– Só usa o termo “abstinência” quem quer desqualificar nossa proposta. Tem nada a ver. Queremos transmitir informação e segurança ao jovem. Dizer que ele não é obrigado a ceder a pressões. Que ele pode esperar estar mais maduro e consciente de si mesmo para tomar a melhor decisão – escreveu.

À rádio, a ministra disse que a proposta é criticada por pessoas que acham que a intenção é “impor uma conduta religiosa moral no Brasil”.

– A crítica toda [à proposta] é que a ministra ‘está querendo impor uma conduta religiosa moral no Brasil’. E começaram a falar da questão da abstinência porque é uma palavra ligada ao contexto religioso. E tentando já desqualificar o que estamos querendo fazer. Nossa intenção é [que seja] apenas um balão de ensaio – explicou.

De acordo com Damares, a ideia é apresentar o tema como um “adiamento” do início da vida sexual para os adolescentes.

– Queremos conversar com os adolescentes no Brasil. Na hora de se apresentar os métodos anticonceptivos, queremos acrescentar mais um. Somente isso (…)”Peraí, não se pode adiar um pouco o início da vida sexual?”. Só queremos conversar com o adolescente, porque não se conversa sobre isso – ressaltou.

 

Leia também1 Malafaia diz que abstinência sexual é assunto de família
2 Pastor rebate: "Abstinência sexual não é um retrocesso"
3 Damares vai procurar mulher que foi recusada pelo INSS

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.