Leia também:
X Heloisa Bolsonaro critica artistas na posse: “Volta à farra”

Dallagnol diz que “não vai sobrar nada da Lava Jato” na gestão Lula

Empreiteiras estão se articulando para pedir reavaliação dos acordos de leniência

Thamirys Andrade - 01/12/2022 12h58 | atualizado em 01/12/2022 13h42

Ex-procurador Deltan Dallagnol Foto: EFE/Javier Caamaño

O ex-procurador e deputado federal eleito pelo Paraná Deltan Dallagnol (Podemos) analisou que “não vai sobrar nada” da operação Lava Jato no governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A declaração ocorreu em comentário a uma reportagem da colunista Bela Megale sobre uma possível reavaliação dos acordos de leniência firmados pela operação.

– O governo Lula poderá rever os acordos de leniência da Lava Jato e bilhões de reais recuperados aos cofres públicos voltarão para o bolso de quem roubou a República e corrompeu a democracia. Não vai sobrar nada da Lava Jato. Tudo certo na normalidade democrática – escreveu Dallagnol, em postagem no Twitter.

Na reportagem, Megale diz que empreiteiras e demais empresas alvos da operação estão “se articulando nos bastidores” para questionar as multas bilionárias das negociações, entre outros pedidos de revisão dos acordos.

Caberá à Controladoria-Geral da União (CGU) apreciar as solicitações das empresas, por isso, o nome indicado por Lula para liderar a pasta é motivo de preocupação por parte delas.

Leia também1 Bolsonaro publica foto em que estaria assinando documento
2 PSDB e Cidadania dão aval à PEC, mas sinalizam divergências
3 Bolsonaro participa de evento militar nesta quinta em Brasília
4 Lula recebe um voto em eleição para presidente do Líbano
5 Aluno que fez ameaças no DF se inspirou no atentado de Aracruz

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.