Leia também:
X Assessora de Nise disse que ficou ‘honrada’ após ser expulsa da CPI

Dado como exclusivo, vídeo de reunião com médicos está nas redes de Bolsonaro

Site Metrópoles divulgou gravação nesta sexta-feira tratando informação como algo secreto e "obtido" pela reportagem

Pleno.News - 04/06/2021 18h49 | atualizado em 04/06/2021 18h57

Reunião de Bolsonaro com médicos está disponível publicamente Foto: Reprodução

O vídeo classificado pelo site Metrópoles como “obtido” por sua reportagem, e que fez parte de uma matéria tratada pelo portal como “exclusiva”, sobre um suposto “ministério paralelo” no governo federal, na verdade não é de algo novo e, muito menos, secreto. A gravação, que está disponível publicamente nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro, faz parte da transmissão ao vivo de um encontro feito no dia 8 de setembro de 2020.

A constatação de que o evento foi público, e de ampla repercussão, pode ser facilmente obtida pelo fato de que, por exemplo, a reunião chegou a ser noticiada pelo Pleno.News no ano passado, quando ela aconteceu. Na ocasião, foi destacada a presença de figuras como o deputado Osmar Terra, a imunologista Nise Yamaguchi e o virologista Paolo Zanotto.

Dividida em quatro vídeos diferentes, que até esta sexta-feira (4) seguem disponíveis no perfil do presidente no Facebook, a reunião tem, no total, 54 minutos de gravação, conteúdo bem mais abrangente que os menos de 4 minutos publicados pelo site em suas páginas nas redes sociais e em seu portal.

Na audiência, Bolsonaro destacou que cerca de 40 mil vidas poderiam ter sido preservadas se a hidroxicloroquina fosse utilizada no tratamento da Covid-19. Como defesa de seu argumento, ele falou sobre um estudo que indicava que o uso do medicamento reduzia em 30% o risco de morte.

Confira, abaixo, a reunião completa:

1ª Parte:

2ª Parte:

3ª Parte:

4ª Parte:

Leia também1 Eduardo Bolsonaro registra B.O por ameaças contra sua filha
2 Cúpula da CPI critica reunião de Bolsonaro com médicos em 2020
3 Amado Batista chama Lula de "ladrão" e defende Bolsonaro
4 Jorge Kajuru pede desculpas a João Doria: "Errei muito contigo"
5 Eduardo critica Lei Paulo Gustavo: "Covidão da Cultura"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.